Entidades se unem para criação de Manual de Turismo LGBTI+

|

O presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, Ricardo Gomes, foi nomeado como o primeiro coordenador da área de Turismo da Aliança Nacional LGBTI+. Um dos seus principais desafios será a criação do Manual de Turismo LGBTI+, voltado para informar termos corretos e práticas adequadas no trato aos profissionais LGBTI+ da cadeia do Turismo bem como turistas LGBTI+.
Divulgação
Novo coordenador da área de Turismo da Aliança Nacional LGBTI+, Ricardo Gomes
Novo coordenador da área de Turismo da Aliança Nacional LGBTI+, Ricardo Gomes
Ricardo será responsável por desenvolver e participar de atividades, campanhas, seminários e palestras, buscar e transmitir formação e informação, elaborar material didático e artigos científicos, promover participação social, interação com a comunidade, atuando em defesa e promoção dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais, sempre em comum acordo com a executiva nacional da comunidade.

“Para mim é uma honra ser o primeiro coordenador de Turismo da Aliança, uma entidade que tem quase duas décadas de atuação em favor dos direitos das pessoas LGBTI+. Acredito também que esta nova função vai aproximar a Câmara LGBT e a Aliança Nacional LGBTI+ para que juntas construam uma parceira sólida em favor da comunidade. O novo desafio sempre vem acompanhado daquele frio na barriga, mas também com aquele calor no coração. Espero que junto com a equipe que está sendo possa contribuir com o impulsionamento do Turismo LGBTI+ no Brasil”, comentou Gomes sobre a nomeação.

O diretor presidente da Aliança Nacional LGBTI+, Toni Reis, enxerga que a chegada do executivo irá somar o trabalho da entidade. "A nomeação de Ricardo Gomes como coordenador da área de Turismo da Aliança Nacional LGBTI+ permitirá fazer a ponte entre a defesa dos direitos humanos e a promoção do respeito às pessoas LGBTI+ em todas as áreas do turismo. O objetivo é sensibilizar, capacitar e dar elementos para que sejam eliminados o preconceito, a discriminação, o estigma e a violência em relação às pessoas LGBTI+".
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA