MERCADO

Hotelaria paulistana tem melhor setembro desde 2008

Emerson Souza
De acordo com os levantamentos mensais do Observatório do Turismo de São Paulo, os meios de hospedagem da capital paulista tiveram taxa de ocupação de 72,97% em setembro, reconhecido como o melhor desempenho para o mês nos últimos dez anos, representando um alavancamento de 12,2% frente ao mesmo período do ano passado.

Ao considerar apenas fim de semana nos hotéis, a ocupação hoteleira ficou em uma média de 69,27% em setembro, também a melhor desde 2012 para o mês. A diária média acompanhou este crescimento e chegou a R$ 315,28, a mais alta dos últimos três anos e 10,7% a mais do fora registrado em 2017.

“Os dados do Observatório de Turismo e Eventos da SP Turis apontam para uma recuperação do setor hoteleiro paulistano, que desde 2011 vinha enfrentando queda na taxa de ocupação anual, e já em 2017 teve um sinal de retomada e crescimento”, reconhece o secretário municipal de Turismo, Orlando Faria.

Os hostels paulistanos tiveram melhora nos índices, com taxa de ocupação média de 58,77% em setembro, a mais alta desde o início do monitoramento do segmento, em 2011, e um aumento de 18,8% se comparado ao ano passado. Já a diária média, de R$ 52,21, teve uma retração de 5,6% frente a 2017, quando estava em R$ 55,29.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA