Cancelamentos da Avianca afetam reservas de hotéis na Bahia

|


Carol Garcia/ GOVBA
No primeiro trimestre de 2019, o aeroporto de Salvador (BA) sofreu queda de 1,3% nos desembarques
No primeiro trimestre de 2019, o aeroporto de Salvador (BA) sofreu queda de 1,3% nos desembarques


A temporada de chuvas na Bahia, que vai de abril a julho, marca a baixa estação do Estado. A taxa de ocupação dos hotéis em abril deste ano foi de 53,18%, menor que a do ano passado, quando 58,62% dos quartos estavam reservados.


Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), a taxa de ocupação este ano caiu devido aos cancelamentos de voos da Avianca Brasil. “A crise da Avianca, com cancelamentos de diversos voos para Salvador, afetou negativamente a hotelaria neste mês de abril”, afirmou o presidente da ABIH-BA, Glicério Lemos.


Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), de janeiro a março houve uma queda de 1,3% no número de passageiros que desembarcaram em Salvador. Em 2019, pousaram 1.027.281 pessoas na capital da Bahia, contra 1.041.168 em 2018.


O preço médio da diária dos hotéis, porém, subiu de R$ 214,15 em 2018 para R$ 234,25 em 2019. De janeiro a abril deste ano, a ocupação média dos meios de hospedagem baianos foi de 66,56% (em 2018, 68,40%). Os números são da ABIH-BA e ABIH Nacional.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA