MERCADO

Investimento em distribuição é chave para hotelaria

Filip Calixto
Aly apontou os caminhos para a distribuição lucrativa
Aly apontou os caminhos para a distribuição lucrativa
Assunto de interesse para boa parte dos profissionais de vendas em hotéis, a distribuição foi tema de palestra no último dia do Conotel e Equipotel Regional 2019. O diretor da RA MKT, Ricardo Aly, foi o convidado do dia e, durante pouco mais de meia hora, apontou alguns caminhos para otimizar a comercialização dos meios de hospedagem. De acordo com o palestrante, a fidelização é a chave para um ciclo de vendas efetivo e contínuo.

"O hotel precisa ensinar o cliente a comprá-lo. Isso acontece com um processo de fidelização bem feito, que inclui todas as equipes do hotel e o atendimento que elas prestam", afirma o especialista.

O atendimento bem feito e capaz de fidelizar, entretanto, não é tudo. Numa mercado no qual a tecnologia é cada vez mais fundamental, escolher as prateleiras certas para mostrar seu produto é crucial. "O meio de hospedagem precisa estar visível na internet. Disponível para que viajantes de qualquer lugar possam te achar", reforça.

Nesse momento, estar em todas as plataformas possíveis é a recomendação. "O maior custo da venda é não vender. Portanto, é melhor comissionar um intermediário e ter os quartos ocupados ao ter o apartamento fechado um custo fixo do qual você não vai se livrar".

A dica de estar nos canais on-line vem acompanhada de um conselho: "Só não coloque todos os ovos na mesma cesta. Não fique refém do canal de distribuição, seja operadora, OTA, ou o que for".

Na parte final do painel o executivo elencou três pontos de atenção para quem quer melhorar sua distribuição. São eles: o custo, que costuma ser alto mas recompensador; a variação de canais; e atenção especial com a experiência de compra.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA