MERCADO

OTAs fecham mais reservas de hotéis que canais diretos, diz Fohb


Dreamsime
Hóspedes estão preferindo fechar diárias com OTAs do que diretamente com os hotéis
Hóspedes estão preferindo fechar diárias com OTAs do que diretamente com os hotéis


A 6ª edição da pesquisa de canais de distribuição do Fohb (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) pontua que, entre 2015 e 2018, caiu o número de hóspedes que fecha reservas diretamente com os hotéis. Em contrapartida, aumentaram as compras de diárias com intermediários, como as OTAs e GDS.


Divulgação
Distruibição: vendas diretas X indiretas
Distruibição: vendas diretas X indiretas

Em 2015, 28% das reservas foram realizadas com intermediários e 72% diretamente com as propriedades. Em 2018, porém, os consumidores mudaram de comportamento: 45% fecharam com intermediários e 55% com o hotel escolhido. Nos quatro anos, as OTAs e os intermediários com distribuição eletrônica foram os únicos canais de venda que registraram crescimento.


Divulgação
OTAs e intermediários com distribuição eletrônica foram os únicos a crescer no período
OTAs e intermediários com distribuição eletrônica foram os únicos a crescer no período

O número de room nights, porém, se manteve estável no período, com média de 14 mil nas redes associadas. Quanto ao market share do Booking, Expedia, Decolar e outros, não houve queda entre 2015 e 2018. Para chegar aos resultados, o FOHB utilizou as informações de 596 hotéis brasileiros, totalizando mais de 105 mil quartos.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA