HOTELARIA

Accor lidera todas as frentes entre hotéis corporativos no Brasil

|


Jhonatan Soares
Ibis é uma das principais marcas da Accor para o viajante corporativo no Brasil
Ibis é uma das principais marcas da Accor para o viajante corporativo no Brasil
A Accor foi o grande destaque entre as redes hoteleiras em 2019 no segmento de viagens corporativas no Brasil. A companhia se manteve como a líder de vendas domésticas no ano passado em comparação com 2018, em uma variação positiva de 33,8%. Em room nights, a rede francesa não só foi a líder, como registrou o maior crescimento em relação ao ano anterior, de 30,2%. A receita da Accor foi de R$ 387,73 milhões, em um índice de pernoites de praticamente 1,56 milhão. Os dados são do relatório anual da Abracorp, que soma as vendas das principais agências de viagens corporativas do Brasil.

A líder tem uma vantagem considerável sobre a vice-líder, Atlantica, mas essa segunda rede teve o maior crescimento de vendas em 2019, com 38,4% mais do que em 2018. A Atlantica registrou R$ mais de 212,2 milhões em 2019, com 834 mil pernoites. O ranking segue respectivamente com Blue Tree, Windsor, Melia, Bourbon, Transamérica, Nobile, HG, Louvre Hotels, Estanplaza, Bristol, Slaviero, Deville e a categoria "Demais", que conta hotéis independentes e redes de menor porte.

Desta maneira, a Accor, com suas dezenas de marcas, detém o maior market share na hotelaria nacional. São 17,1%, contra 9,4% da Atlantica; 2,8% da Intercity; 2,7% da Blue Tree; 2,6% da Windsor; 2,4% da Meliá; 2% da Bourbon; 1,6% da Transamérica; 1,6% da Nobile; 1,1% da IHG; 1% de Louvre, Estanplaza e Bristol, 0,9% da Slaviero; e 0,8% da Deville. O restante, ou 52,2%, é a soma dos "Demais Hotéis".

VEJA AS REDES HOTELEIRAS LÍDERES NO BRASIL NO SEGMENTO CORPORATIVO


Divulgação
POR MARKET SHARE

Divulgação

ENTRE OS "OUTROS"

O Grand Hyatt é o hotel líder na categoria "Demais", que soma propriedades independentes e redes de menor porte. A Hotelaria Brasil vem em segundo, e a GJP completa o pódio. Veja no ranking a seguir:


Divulgação
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA