Airbnb deve demitir 1,9 mil funcionários

|


Divulgação
Airbnb está entre as principais plataformas de aluguel de imóveis de curta estada no mundo
Airbnb está entre as principais plataformas de aluguel de imóveis de curta estada no mundo
Com menos da metade da receita adquirida em período comparativo no ano pasasdo, o Airbnb deve demitir cerca de um quarto de seus funcionários em todo o mundo, cerca de 1,9 mil. Ainda para cortar custos, a plataforma de reservas para estadas curtas interromperá seu investimento no setor de transporte e a Airbnb Studios reduzirá seu investimento em hotéis e luxo.

CEO da empresa, Brian Chesky disse que "viajar neste novo mundo será diferente e precisamos evoluir o Airbnb de acordo".

“Embora saibamos que os negócios do Airbnb se recuperarão totalmente, as mudanças que sofrerão não são temporárias ou de curta duração. Por isso, precisamos fazer mudanças mais fundamentais no Airbnb, reduzindo o tamanho de nossa força de trabalho em torno de uma estratégia de negócios mais focada”, disse.

No mês passado, a empresa já havia congelado as contratações, suspendido seu marketing, cortado o salário dos executivos e anunciado que não esperava pagar bônus para 2020.


*Fonte: Travel Mole

conteúdo original: https://www.travelmole.com/news_feature.php?news_id=2042563
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA