Os protocolos de alimentação e lazer na volta da hotelaria

|

Unsplash/Jasmin Brunner
Protocolos impactam diretamente nos erviços de alimentação e lazer
Protocolos impactam diretamente nos erviços de alimentação e lazer
Transmitido pelo canal da R1 no Youtube, o webinar Hospitalidade Segura falou sobre algumas especificidades de protocolos para a volta da hotelaria nacional. Depois de apontar as novas regras para limpeza e atendimento, a reunião detalhou as mudanças que atingem serviços de alimentação e lazer na retomada.

Para falar sobre o assunto, os convidados foram Alex Calé, gerente de Serviços A&B do grupo Royal Palm, Carlos Lavecchia, gerente de Hospedagem no Nannai Resort, Wellingtom Melo, gerente de Operações no Hotel Unique, e Camilla Barretto, consultoria de Operações do Txai Itacaré. Simone Scorsato, da BLTA, fez a mediação da conversa.

LEIA TAMBÉM
MTur divulga protocolos básicos e específicos para 15 atividades; veja

De acordo com os debatedores, restaurantes, spas, áreas de piscinas e até eventos devem ser alcançados pelas novas normas, que já estão orientando treinamentos nessas unidades. A nova realidade deve significar o fim temporário do serviço de bufê, que dará lugar ao serviço de refeições 'empratadas' e à la carte.

"O único bufê que permanece nesse primeiro momento de volta é o do coffe breack, para eventos. Ele tem menor manuseio dos itens e vem totalmente separada", comenta o gerente de Serviços do Grupo Royal Palm.

No paulistano Unique o método seve ser o mesmo e, no principal restaurante da propriedade, o Skye, a quantidade de clientes atendidos será diminuída e o menu passa a ser disponibilizado apenas em formato digital. "Tentaremos ao máximo usar a tecnologia a nosso favor", aponta Melo.

Falando sobre as áreas de lazer, os representantes de resorts ressaltam que nessas propriedades, o espaço já é suficiente para a regra do distanciamento social ser respeitada sem mudanças. Algumas regras novas, entretanto, vão começar a valer como maior distância entre as espreguiçadeiras na piscina, serviço de monitoria para crianças ainda indisponível e spa sendo utilizado somente por agendamento antecipado.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA