Novo diretor do Meliá Orlando e NY promete atenção ao Brasil

|


Divulgação
Antonio Baez, novo gerente dos hotéis Meliá nos Estados Unidos
Antonio Baez, novo gerente dos hotéis Meliá nos Estados Unidos

O diretor de Operações da Meliá Hotels nos Estados Unidos, Antonio Baez, agora é gerente direto das duas unidades da rede no país, o Meliá Orlando e o INNSiDE Nova York. Com quase duas décadas de experiência na empresa, o executivo sabe da importância do público brasileiro, principalmente na propriedade da Flórida, e promete atenção em recebê-lo tão logo as fronteiras se abram.

Todos os cuidados protocolados pelo programa Stay Safe With Meliá dão segurança e tranquilidade ao gerente. Em Orlando, uma das adaptações para agradar o público brasileiro é a maior inserção de elementos da nossa gastronomia no cardápio, desde o café da manhã até festas com churrasco na área da piscina - o chef do hotel é o brasileiro Diogo Gregório -, além da formatação de pacotes especiais para o viajante que queira aproveitar os dois destinos em uma só viagem: a cidade dos parques e a Big Apple.

OPERAÇÃO 100% DIGITALIZADA
Entretanto, a maior parte dos esforços foi canalizada na digitalização dos hotéis Meliá, processo este que foi acelerado durante estes meses de ocupação mínima na pandemia. "Além dos protocolos globais de higiene e saúde, que a rede leva muito a sério, a digitalização das nossas operações traz ganhos inestimáveis tanto para os hóspedes quanto para o staff. Check-in e check-out agora podem ser feitos sem interação humana, os quartos abrem com o próprio dispositivo do cliente, pedidos no room service, agendamento de serviços...", menciona Baez.

Divulgação
Antonio Baez no Meliá Orlando
Antonio Baez no Meliá Orlando
"São ganhos diretos para o cliente, que terá uma experiência muito mais agradável de agora em diante, e ganhos indiretos, de operação, de agilidade no serviço, o que acaba baixando os custos para o cliente na outra ponta. Sabemos que o mercado brasileiro é sensível ao preço", completa o gerente.

Para os agentes de viagens venderem melhor o Meliá Orlando, ele recomenda que seja mencionada, além da nova experiência digital, a localização do hotel. "Estamos a sete minutos da entrada do Magic Kingdom. Aliás, estamos a 15 minutos ou menos de todos os principais atrativos de Orlando: Universal, campos de golfe, old town, entre outros. Ficar no Meliá é mais barato do que ficar nos grandes resorts e sobra dinheiro para usar em Orlando", defende Antonio Baez. O hotel na Flórida tem 289 apartamentos, três deles com academia privativa de última geração tecnológica, garante o gerente.

Já em Nova York, o INNSiDE, categorizado como bleisure (corporativo e lazer) fica na sexta avenida, a 10 minutos da Times Square. Os principais argumentos de venda são os quartos, segundo ele mais espaçosos do que a média da região, e a própria idade do hotel, aberto em 2016. São 330 apartamentos.

TRABALHO COM O TRADE BRASILEIRO
Diretor da Meliá para o Brasil, Fernando Gagliardi diz que os hotéis de Orlando e Nova York são dois dos mais procurados pelo público daqui. "É algo que já vínhamos trabalhando, com os principais operadores, em termos de integração, tarifa e disponibilidade no sistema, com vendas real time graças à parceria com a Omnibees. Ambos os hotéis estão conectados em nosso sistema", afirma Gagliardi.

Emerson Souza
Fernando Gagliardi, diretor da Meliá no Brasil
Fernando Gagliardi, diretor da Meliá no Brasil
"Temos ainda planos de co-marketing com vários operadores e um trabalho muito forte de capacitação virtual, por meio do Melia Travel Labs."

Gagliardi diz que já mira a temporada de janeiro para as unidades estadunidenses, desejando que as fronteiras do país estejam liberadas para o nosso público.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA