Despegar/Decolar registra queda de 86% nas reservas no 3T20

|


Divulgação
A Despegar (Decolar no Brasil) acaba de anunciar os resultados não auditados do terceiro trimestre de 2020, terminado em 30 de setembro. Apesar de as reservas brutas terem mais do que triplicado em relação ao segundo trimestre, o grupo ainda está 86% abaixo (ano após ano), registrando US$ 165,3 milhões em reservas.

Houve uma melhoria mensal sequencial em transações e reservas brutas durante o trimestre, com uma taxa composta anual de crescimento (CAGR) de 20% e 29%, respectivamente. O aumento foi impulsionado, principalmente, pela maior demanda doméstica no Brasil e no México, enquanto as restrições de viagens permanecem em vigor em outros mercados importantes.

As receitas da companhia foram de US$ 11,7 milhões e incluem o impacto dos cancelamentos devido à maior flexibilidade da política de reembolso da empresa devido à covid-19. Excluindo este impacto, as receitas reportadas teriam diminuído 84%, indo para US$ 21 milhões, e teriam aumentado 406% sequencialmente.

As transações e diárias caíram ambas 78% ano a ano, mas aumentaram 188% e 315%, respectivamente, trimestre sobre trimestre. Já os custos estruturais diminuíram 49% ano após ano e 16% em comparação ao 2T20, chegando a US$ 27,8 milhões. O resultado reflete as medidas implementadas ao longo do ano e atingem a meta de US$ 28 milhões de taxa de execução da empresa para o trimestre.

Excluindo os encargos extraordinários, o EBITDA ajustado registrou uma perda de US$ 16,6 milhões em comparação à perda de US$ 32 milhões no segundo trimestre. O ajustado reportado representou um prejuízo de US$ 33,7 milhões, frente aos US$ 65,8 milhões no trimestre anterior e os US$ 9,4 milhões positivos no 3T19.

No período, a Despegar usou um caixa operacional de US$ 24,2 milhões, em comparação ao fluxo de caixa operacional positivo de US$ 20 milhões no segundo trimestre e aos US$ 25,5 milhões no terceiro trimestre de 2019.

“Continuamos fazendo forte progresso nas principais iniciativas definidas como uma resposta ao cenário da covid-19. Nesse contexto, somos encorajados pelos constantes aumentos mensais em nossos níveis de reserva bruta, impulsionados, principalmente, pelo Brasil e México. Além disso, esperamos que a recente aquisição do Best Day contribua positivamente para o desempenho da Despegar nos próximos meses. Continuamos disciplinados, mas oportunistas em nossas despesas e implantação de capital, visando retornos atraentes por meio de um aumento em escala, alavancando nossa plataforma tecnológica e marca e avançando com a integração do Best Day e Koin à medida que construímos nosso modelo de entrega de baixo custo”, finaliza o CEO do grupo, Damian Scokin.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA