CRUZEIROS

Teresa Perez e Primetour avaliam o novo Seabourn Ovation

Renato Machado
Teresa Perez, fundadora da Teresa Perez Tours
Teresa Perez, fundadora da Teresa Perez Tours
ITÁLIA - O Ovation, quinta embarcação na frota de ultraluxo da norte-americana Seabourn, já navega nos mares da Europa em sua primeira temporada - que será dedicada a itinerários no Mar do Norte. No cruzeiro de inauguração, reduzido à imprensa e convidados, o trade turístico brasileiro esteve presente com dois nomes de peso do segmento de luxo: Teresa Perez, da Teresa Perez Tours, e Maurice Padovani, da Primetour. O Portal PANROTAS, que também marcou presença, colheu algumas opiniões dos especialistas, que comentaram sobre o perfil do viajante que busca o padrão Seabourn para suas férias.

A preocupação comum entre Teresa Perez e Padovani é a necessidade de apresentar com detalhes o produto e a proposta oferecida pela Seabourn, que é um cruzeiro de luxo all-inclusive, com alta gastronomia, bebidas premium e destinos exóticos. Tanto é que ambas companhias possuem equipes dedicadas aos cruzeiros.

Maurice Padovani, diretor da Primetour
Maurice Padovani, diretor da Primetour
"Ao contrário de alguns agentes de viagens que acham que é facílimo vender cruzeiro, eu penso que cruzeiro é igual a qualquer outro produto de viagem", defende Teresa. "Você tem que orientar, tem que proteger, tem que dar dicas que vão maximizar o aproveitamento dos passageiros."

Esse cuidado extremo em detalhar a experiência tem raiz no passado. "Algumas marcas demoram muito para sair da memória de uma geração que teve uma experiência errada, num tipo de viagem errada", explica a fundadora da operadora que leva seu nome. "Existe uma sociedade com consumidores de carros bons, casas bonitas, tudo em alto nível. Esse pessoal tem que viajar bem", reforça.

O discurso é similar ao de quem representa a Seabourn no Brasil. O diretor geral da Qualitours, Ilya Hirsch, afirma que o perfil do viajante de luxo busca manter "características semelhantes à sua vida rotineira no Brasil. São pessoas de bom gosto, frequentando os melhores restaurantes da cidade em que vivem. Quando viajam ao exterior querem o que há de melhor disponível."

E o que “há de melhor” na indústria de cruzeiro, segundo Hirsch, custa nada menos do que US$ 600 por dia, por pessoa. O valor é uma estimativa variável e se refere a suítes Standard nos Seabourn - que, evidentemente, inclui refeições, bebidas, entretenimento, gorjetas. De fora deste preço estão apenas serviços de spa, lavanderia, passeios em terra e destilados selecionados.

No conforto citado por Hirsch, o sócio-diretor da Primetour, Maurice Padovani, destaca a grande e "gentilíssima" tripulação que domina a língua portuguesa. "Isso é excelente para os clientes que não se sentem muito confortáveis com o idioma inglês", diz.
Renato Machado
Chris Austin comanda Marketing e Vendas na Seabourn
Chris Austin comanda Marketing e Vendas na Seabourn

Outra marca para o executivo é a consistência do produto Seabourn. "Em seus cinco navios o cliente vai encontrar exatamente o mesmo padrão de alto serviço, gastronomia, infraestrutura, luxo em cada detalhe", cita ele, comparando com outras companhias que têm na frota uma mescla de "navios super novos e modernos e navios mais antigos e 'cansados'".

SEABOURN E O BRASIL
O diretor global de Vendas e Marketing da Seabourn Cruise Line, Chris Austin, descreve o Brasil como "um mercado muito importante". "Nós estamos focados em seguir aumentando o apoio aos nossos parceiros no Brasil tendo em vista um benefício mútuo", afirma.

"Alguns dos nossos parceiros vendem Seabourn há um bom tempo e entendem perfeitamente sobre o produto. No entanto, nós temos que continuar a educar o mercado, compartilhar nossa história, para auxiliá-los a conquistar novos negócios em cruzeiros", acrescenta Austin.

Esse "suporte" citado pelo diretor de marketing se traduz em presença local. "Nós fazemos isso participando de grandes eventos, como na ILTM Latin America, realizando reuniões com parceiros, treinamentos, webinars e trazendo o trade para conhecer nossos navios."

O Portal PANROTAS viajou a convite da Seabourn Cruise Line.

Renato Machado
Seabourn Ovation
Seabourn Ovation
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA