Novo navio da MSC Cruzeiros passa por teste de flutuação na Itália

|

O teste de flutuação do MSC Seashore ocorreu nesta quinta-feira (20) no estaleiro Fincantieri, em Monfalcone, na Itália. Este é um marco importante na construção do navio, pois é a primeira vez que a nova embarcação toca a água e entra na próxima fase de construção. O MSC Seashore, que será o navio mais longo da companhia, com 339 metros, e o maior já construído na Itália, foi agora transferido para uma doca molhada, onde ficará até a sua entrega, em julho de 2021, para permitir o trabalho em seu interior.

Divulgação
O MSC Seashore será o navio mais longo da companhia, com 339 metros
O MSC Seashore será o navio mais longo da companhia, com 339 metros
O MSC Seashore se tornará o terceiro de um total de quatro navios da classe de navios Seaside da MSC Cruzeiros, após o MSC Seaside e o MSC Seaview que foram lançados em 2017 e 2018, respectivamente, e o primeiro de dois navios Seaside Evo enriquecidos com espaços públicos recém-projetados, mais cabines e a maior proporção de espaço ao ar livre por hóspede de qualquer navio da frota da companhia.

O navio terá capacidade máxima de 5.877 hóspedes, serviço all inclusive, acomodações com mais suítes, além de cinco restaurantes de especialidades. O MSC Seashore oferecerá o itinerário “Six Pearls” (Seis Pérolas) na cidade italiana de Gênova e, visitas a Pompéia, em Nápoles; Messina, na Sicília; Valeta, em Malta; Barcelona, na Espanha; e Marselha, na França.

“O teste de flutuação sempre foi um dos momentos mais gratificantes para quem está envolvido na construção de um navio. É também a ocasião para reforçar ainda mais o comprometimento de todos, pois quando o navio toca a água, muito trabalho já foi feito, mas muito mais ainda está pela frente. Isso se aplica ainda mais ao MSC Seashore, que se tornará o novo navio da MSC Cruzeiros: um fenômeno que concentra inovação, tecnologia e design, e enfatiza a liderança do Fincantieri", comentou o CEO do Fincantieri, Giuseppe Bono.

O presidente executivo da MSC, Pierfrancesco Vago, acrescentou dizendo que "o MSC Seashore será de fato o maior e mais inovador navio de cruzeiro já construído na Itália, apresentando a mais recente e avançada tecnologia ambiental disponível atualmente. Ele também será um dos dois novos navios que receberemos em 2021, portanto, reforçando nossa crença nas perspectivas de crescimento a longo prazo do setor - como também demonstrado pelo retorno ao serviço de nosso primeiro navio no início desta semana, bem como os investimentos feitos em nosso novo protocolo operacional de saúde e segurança, que já está estabelecendo um novo padrão para a indústria".
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA