MSC Musica e MSC Sinfonia têm viagens canceladas neste verão

|


Divulgação MSC
MSC Musica faria temporada em Brasil, Uruguai e Argentina
MSC Musica faria temporada em Brasil, Uruguai e Argentina

A temporada 2020/21 do MSC Musica, que seria em Brasil, Uruguai e Argentina, está cancelada, tal como a do MSC Sinfonia, que seria apenas nos dois países vizinhos. A MSC Cruzeiros lamenta a "difícil decisão" e a atribui à extensão do fechamento das fronteiras marítimas uruguaias e argentinas. Postergada para dezembro, a temporada no Brasil, com o MSC Preziosa, segue confirmada.

O MSC Musica ofereceria cruzeiros de sete noites com escalas alternadas em Santos (SP), Montevidéu, Punta Del Este, Buenos Aires e Itajaí (SC) e também uma Grand Voyage do Brasil para a Europa.

"A MSC Cruzeiros permanece em contato contínuo com as autoridades responsáveis e competentes em todas as regiões do mundo onde tradicionalmente opera, incluindo o Brasil, após o reinício seguro das operações no Mediterrâneo em meados de agosto, quando foi introduzido um novo e abrangente protocolo de saúde e segurança", esclarece comunicado da empresa.

"Este protocolo foi enviado e apresentado para as autoridades responsáveis em julho deste ano e desde então seguimos trabalhando em colaboração com as autoridades, portos e destinos, onde a companhia espera ser capaz de operar, após as devidas aprovações, durante a temporada sul-americana 20/21, com os navios MSC Seaview e MSC Preziosa, a partir do dia 19 de dezembro de 2020. Estamos analisando potenciais alternativas de substituição ao porto de Punta Del Este nos itinerários do MSC Preziosa", conclui a nota da MSC Cruzeiros.

REEMBOLSOS E REMARCAÇÕES
Todos os hóspedes que tiveram a sua reserva afetada pelas mudanças na temporada 2020/2021 serão elegíveis para compensação conforme abaixo:
- Os hóspedes receberão uma carta de crédito para um futuro cruzeiro no valor total da reserva paga originalmente;
- Esta carta de crédito poderá ser utilizada em qualquer futura viagem com a MSC Cruzeiros até abril de 2022;
- Adicionalmente, a armadora concederá um crédito a bordo para ser utilizado em um próximo cruzeiro, sendo EUR/US$ 200 por cabine, para cruzeiros de sete ou mais noites
- O crédito a bordo será reembolsável
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA