Embratur indica que cruzeiros estão recebendo atenção devida

|


Divulgação
Webconferência entre Embratur e Clia Brasil
Webconferência entre Embratur e Clia Brasil
O presidente da Embratur, Carlos Brito, em reunião com a Clia Brasil, indicou nesta quinta-feira que "está sendo dada a merecida atenção aos cruzeiros no Brasil", após uma temporada que o setor passou em hiato, devido à pandemia de covid-19.

“Os cruzeiros marítimos movimentam a economia não só por meio de gastos dos viajantes, mas também com gastos dos tripulantes e das próprias companhias nos destinos visitados. Além disso, é um dos segmentos de Turismo mais limpos do ponto de vista ambiental”, afirmou Brito.

Na webconferência, presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz, afirmou que a entidade está investindo nos melhores protocolos de segurança para quando a retomada dos cruzeiros seja retomada no País. Parcerias com médicos especialistas e órgãos de saúde mundiais e locais estão em negociação, segundo Ferraz, que ainda reforçou potencial nacional para o Turismo Náutico, mas lembrou que para seja colocado em prática, é preciso mais investimento em portos e também na desoneração de tributos.

A Embratur estima que o impacto econômico do Turismo de cruzeiros, considerando gastos diretos, indiretos e induzidos, na temporada 2018/2019, no Brasil, foi de R$ 2,083 bilhões.

Além dos presidentes, estiveram presentes na reunião virtual Estela Farina (Clia Brasil e NCL), Marcia Leite (MSC), João Tomaz (Clia Brasil), Flávio Peruzzi (Clia), Gentil Venâncio (Embratur), Rafael Luisi (Embratur), Silvio Nascimento (Embratur) e Edsin Cavalcante (Embratur).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA