O capitão voltou! Tudo sobre o retorno dos cruzeiros, na Revista PANROTAS

|

Na metade de março fez um ano que os últimos passageiros que estavam em cruzeiros pela costa brasileira desembarcaram de suas viagens. Mais de um ano depois, após uma temporada inteira cancelada (20/21) e com mudanças consideráveis, sobretudo no atendimento, a circulação de navios pelos portos nacionais já tem previsão de volta: 31 de outubro. Serão sete embarcações na aguardada temporada brasileira, que vai começar depois de observar como se dá a volta gradual que já acontece em outros destinos pelo mundo.

Viagens pelos mares de Europa e Caribe, por exemplo, voltam antes e devem servir como exemplo para balizar a retomada nacional, que tem viagens programadas até 19 de abril do ano que vem. Ficam disponíveis, portanto, de outubro a abril, só na costa brasileira, 566 mil leitos (cerca de 36 mil a mais que na temporada 2019/2020, que contabilizou 530 mil acomodações), 129 roteiros de viagens com mais de 500 escalas.

“São números de uma temporada interessante, que tem a previsão de gerar cerca 35 mil empregos, R$ 2,5 bilhões em receitas e R$ 330 milhões em geração de impostos”, pontua o presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz, que é um dos convidados da mais recente edição da Revista PANROTAS.

Ao longo da edição especial, que aborda a retomada dos cruzeiros no Brasil e no mundo, o presidente da Clia oferece um panorama das perspectivas do setor. Ele fala também sobre como o movimento de retomada em outros países pode reverberar no Brasil, a respeito de como estão sendo alinhados os protocolos de saúde e até lista alguns itens necessários para a retomada da comercialização de cruzeiros no País.

Costa Cruzeiros
A próxima temporada brasileira de cruzeiros começa no dia 31 de outubro
A próxima temporada brasileira de cruzeiros começa no dia 31 de outubro
Intimamente envolvidas com a temporada brasileira de 2021/2022, Costa Cruzeiros e MSC Cruzeiros também têm seu espaço na edição. As duas informam como vão participar da temporada nacional além de explicar como a pandemia impactou os negócios e esclarecer como se deram os preparativos paras as voltas nos diversos destinos pelo mundo.

No caso da Costa, que voltou aos mares no dia 1º de maio, com o Costa Smeralda, o presidente executivo para a América Central e do Sul, Dario Rustico, explica qual é atual postura da empresa e fala acerca do respeito, que foi a palavra escolhida para orientar os passos da volta.

Rustico também fez questão de enfatizar que a companhia segue apostando no Brasil e, por isso, terá por aqui o Costa Toscana, nova atração da empresa.

PANROTAS / Emerson Souza
MSC Seaside
MSC Seaside
Já a MSC terá na temporada sul-americana e brasileira cinco de seus navios. MSC Orchestra, MSC Preziosa, MSC Seaside, MSC Sinfonia e MSC Splendida têm seus roteiros, opções de viagens e paradas explicadas na revista pelo diretor geral da armadora no Brasil, Adrian Ursilli. O executivo também fala sobre a manutenção dos investimentos e acerca da criação de protocolos de saúde e higiene, que inclui até um processo de vacinação da tripulação.

“A saúde e a segurança são nossa prioridade número um, como sempre, ainda mais na situação atual. Todos os nossos cruzeiros agora, e até que a pandemia diminua e que seja o momento certo, operarão sob o nosso exclusivo protocolo de saúde e segurança”, reforça.

Divulgação
O setor de cruzeiros preparou uma série de protocolos para voltar
O setor de cruzeiros preparou uma série de protocolos para voltar
RETOMADA MUNDO AFORA

Também participam da edição especial de cruzeiros companhias especialistas em ofertas internacionais. Essas empresas, inclusive, já cestão mais próximas ou ate já iniciaram as viagens de retomada.

Uma delas é a NCL (Norwegian Cruise Line), que terá embarcações no mar de novo em julho. O Norwegian Jade vai partir do porto de Pireu, em Atenas, na Grécia, e abrir uma sequência de navegações da marca. Já são cinco embarcações com retornos marcados. Os detalhes são contados pela diretora geral da NCL no Brasil, Estela Farina.

A Pier 1 Cruise Experts, que tem um catálogo de 11 marcas representadas nacionalmente, também explica o ritmo de volta das empresas parceiras. Thiago Vasconcellos, diretor executivo da empresa, esclarece os detalhes de cada uma das marcas e opina sobre como acredita que vão acontecer as viagens até que a retomada ganhe forma mais clara.

Já o diretor da Qualitours, Ilya Hirsch, pontua as tendências que entende como mais claras para o momento, considerando a vontade reprimida de viajar. “Nossa recomendação é que o agente de viagens tome ação de imediato propondo aos seus clientes que façam rápido suas reservas pois este é o momento de se beneficiar das boas tarifas e condições”, aponta.

Responsável pelas representações de Royal Caribbean International, Celebrity Cruises, Azamara e Silversea, a R11 Travel também participou da edição. Ricardo Amaral, diretor da empresa, explicou o movimento de volta dessas marcas e quais são os cuidados adotados por elas para voltar a navegar com segurança.

Por fim, a Uniworld Boutique River Cruises, empresa especializada em cruzeiros fluviais, adiantou a inclusão de quatro novos navios em sua frota de hotéis-boutique flutuantes para
viagens ao longo do Nilo, Douro, Mekong e Pó. Entre o que há de novo está um cruzeiro de oito dias de duração pela Holanda, o Dutch Delight, que permitirá aos passageiros conhecer os variados estilos de vida do país.

Cada uma dessas empresas, roteiros e movimentações para a volta das viagens estão em detalhes na edição 1.470 da Revista PANROTAS, que você pode ler logo abaixo.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA