Veja dicas para garantir reservas de cruzeiros na temporada 2022/2023

|


Divulgação
Diante do boom das viagens de cruzeiro, os passageiros precisam estar atentos para garantir suas reservas
Diante do boom das viagens de cruzeiro, os passageiros precisam estar atentos para garantir suas reservas
As viagens de cruzeiro voltaram a todo vapor: novos navios não param de despontar no horizonte e os passageiros estão ávidos para conhecê-los. Diante desse cenário, agentes de viagens e operadores dão dicas para que os passageiros possam embarcar sem surpresas.

A retomada do setor de cruzeiros já é uma realidade consolidada e os especialistas garantem: dá para se sentir seguro a bordo. Afinal, as companhias marítimas, que antes mesmo da covid-19 já adotavam rígidos protocolos sanitários em suas embarcações, triplicaram seus cuidados com os passageiros após a pandemia e hoje oferecem um ambiente tranquilo para quem quer viajar de navio. Enquanto os cruzeiristas experientes estão ávidos para voltar a navegar, os de primeira viagem apostam nas viagens de navio como uma forma de se lançar a novas experiências depois de dois anos de confinamento. Toda essa demanda reprimida estourou em forma de vendas, resultando em um setor de cruzeiros fortalecido em 2022 e com perspectivas ainda melhores para a próxima temporada, que começa em outubro deste ano.

“Já estamos comercializando saídas para a temporada 2022/2023 e a expectativa é alta, com disponibilidade de aproximadamente 600 mil leitos, um aumento de 37% em relação à temporada 2019/2020”, conta o diretor executivo de Sourcing da CVC Corp, Sylvio Ferraz.

De acordo com ele, o otimismo advém da demanda reprimida e da recomposição da malha aérea em 2022, tanto nacional quanto internacional, que ainda é um desafio. “Especialmente devido ao preço do combustível, mas já há cenário de crescimento de passageiros transportados. Segundo a Anac, em março foram transportados 6,4 milhões de passageiros em voos nacionais, 14% a mais que fevereiro/22 (20% para voos internacionais na mesma comparação). Ou seja, a retomada é realidade e deve se intensificar ainda mais ao longo do ano”, afirma Ferraz.

Outro fator que deve injetar ainda mais força no setor é a grande quantidade de navios que estão sendo inaugurados, de acordo com o presidente da Agaxtur, Aldo Leone Filho. “Este é o melhor momento para se fazer um cruzeiro, pois há uma imensa oferta de novos navios, como o MSC Seashore, da MSC Cruzeiros, o Wonder of the Seas, da Royal Caribbean, o Norwegian Prima, da Norwegian Cruise Line, entre outros destaques. É preciso mostrar ao consumidor que as viagens de cruzeiro voltaram mais fortes do que nunca com essas novas embarcações”, comenta Leone Filho, que espera um volume de vendas 30% maior para a próxima temporada de cruzeiros, no comparando com 2019.

Divulgação
Wonder of the Seas, da Royal Caribbean International
Wonder of the Seas, da Royal Caribbean International
Os navios novinhos em folha sem dúvida são um chamariz para os cruzeiristas. “Brasileiro gosta e consome novidade, então esses produtos estão com uma demanda muito aquecida”, afirma o diretor executivo da Pier 1, Thiago Vasconcelos, referindo-se aos navios de cruzeiros de luxo que foram lançados. “Os passageiros estão ansiosos para conhecê-los”.

A força do mercado já se mostra promissora, mas ainda é preciso que ocorra outra retomada: a da confiança do consumidor. “O viajante não chega no agente de viagens porque ainda relaciona a imagem do navio com a necessidade de usar máscara, isso gera um receio que não faz mais sentido. É preciso mudar essa imagem negativa que foi imposta ao setor de cruzeiros com a pandemia. Os navios são seguros e continuam sendo uma das melhores maneiras de viajar”, destaca o presidente da Agaxtur.

Mudar essa imagem para os consumidores tem sido também a meta dos agentes de viagens. “O grande desafio tem sido passar confiança para os passageiros, mesmo ainda com um cenário não totalmente estável e seguro para o Turismo”, comenta a proprietária da Estação Amparo Turismo e Viagens, Ana Paula Ramazzini.

Essa mudança de visão é um trabalho que deve ser feito principalmente em relação aos novos cruzeiristas. “Os passageiros que conhecem as companhias e amam navegar já voltaram a comprar, porém ainda há um grande trabalho a ser feito junto aos passageiros que não conhecem os nossos produtos e estilo de viagem, e que devido à mídia negativa gerada durante a pandemia ainda estão relutantes em reservar um cruzeiro. Mas a indústria de cruzeiros já teve que se reinventar tantas vezes e, após cada um desses períodos, surgiu mais forte. Por isso, vejo - a médio e longo prazos - esse desafio como mais uma oportunidade de se reinventar e consolidar posição como uma das indústrias líderes no Turismo de lazer”, destaca o diretor executivo da Pier 1.

A operadora vem observando uma retomada constante e crescente desde o início do ano nos cruzeiros de luxo do portfólio. “Apesar de ainda não termos retornado aos mesmos patamares de números de passageiros de 2019, o tíquete médio subiu de US$ 5 mil para US$ 7 mil por passageiro. De maneira geral, nossa expectativa para 2022 é consolidarmos esse bom momento da retomada dos cruzeiros para, então, podermos fazer um planejamento mais robusto e em 2023 termos um crescimento real e sustentável em relação ao período pré-pandemia”, reforça Vasconcelos.

Divulgação
Ilya Hirsch, da Qualitours
Ilya Hirsch, da Qualitours
As perspectivas para 2022 e 2023 também prometem ser boas para a Qualitours, de acordo com o diretor geral da operadora, Ilya Hirsch. “Desde março deste ano estamos com uma curva crescente de reservas em andamento e nossa expectativa é de estarmos no segundo semestre com um número de vendas similar ao de antes da pandemia. Há muitos agentes de viagens cientes das ofertas tentadoras de itinerários, incluindo novos destinos ou novos portos, e atuando de forma proativa ao estimular seus melhores clientes. Quanto a 2023, já temos uma ideia que será melhor ainda, com muitas reservas antecipadas acontecendo agora para viagens que serão feitas no ano que vem”, comenta Hirsh.

A gerente de Produtos da Mondiale by Ancoradouro, Camilla Tambelini, também destaca a alta nas vendas e reservas de cruzeiros. “Estamos com uma demanda bem interessante para cruzeiros. Com a reabertura dos países as vendas estão crescendo rapidamente e nossa expectativa é muito positiva, considerando que o setor está muito bem posicionado sobre sua segurança, credibilidade e benefícios que proporciona”, destaca Camilla.

O incentivo aos agentes de viagens é outro ponto primordial nessa retomada, de acordo com a responsável pelo Departamento Marítimo da ViagensPromo, Vera Kiste. “Nosso desafio é mitigar os efeitos negativos causados no setor em decorrência da pandemia, incentivando cada vez mais o agente, em especial no que se refere às viagens de lazer, de forma responsável e segura”, comenta Vera.

O sócio-diretor da Top de Vendas Operadora, Rodrigo Aguiar da Cunha, também aposta no suporte aos agentes como forma de revigorar o setor. “Com o forte retorno do Turismo, nosso desafio, que será cumprido, é continuar dando ao agente de viagens suporte e atendimento personalizado e com qualidade. No momento estamos ampliando a nossa equipe de atendimento e dando os treinamentos necessários a eles”, comenta Cunha.

Divulgação
MSC Seashore, da MSC Cruzeiros
MSC Seashore, da MSC Cruzeiros

OS AGENTES DA RETOMADA

O setor de cruzeiros é um dos que mais dependem da assistência dos agentes de viagens e esses profissionais tiveram que se desdobrar durante a pandemia para se manter informados sobre as mudanças ocorridas, com o intuito de aprimorar seu suporte e suas orientações aos passageiros.

“Nós, agentes, tivemos que nos adaptar às mudanças e ter novos hábitos. Isso não foi muito fácil para os consultores de viagens, para os passageiros e não ia ser diferente para as companhias marítimas. Foi tudo muito rápido. Muitas perguntas eram feitas a nós e nem sabíamos o que responder aos nossos clientes, devido a essas mudanças bruscas. Foram dois anos de reaprendizagem e ainda continuamos reaprendendo”, comenta a proprietária da DC Voyages Lux Boutique, Daniela Cristina.

“A nossa responsabilidade aumentou e muito no sentindo de passar as informações corretas, de acordo com os requisitos de entrada de cada país, por causa do vírus. Muitas melhorias foram feitas em todos os aspectos, principalmente a bordo dos navios no que se refere aos protocolos de higienização e sanitização que foram reforçados em todos os ambientes, visando à saúde e à segurança dos passageiros. Como consultores de viagens, temos sempre que estar atualizados e orientar os nossos clientes sobre essas mudanças que ocorrem diariamente, para que eles possam navegar com total segurança e chegar ao destino sem surpresas”, destaca Daniela.

Sendo assim, mais do que nunca o respaldo e a consultoria do agente de viagens são fundamentais para que o passageiro possa fazer uma viagem tranquila.

Divulgação
Costa Firenze, da Costa Cruzeiros
Costa Firenze, da Costa Cruzeiros

DICAS PARA OS CRUZEIRISTAS EXPERIENTES E OS DE PRIMEIRA VIAGEM

Diante do boom das viagens de cruzeiro no momento atual, é importante que tanto os passageiros de primeira viagem quanto os cruzeiristas experientes estejam bem informados para garantirem suas reservas sem nenhuma dor de cabeça. "A primeira dica que eu daria tanto para os passageiros de primeira viagem como para os cruzeiristas mais experientes, mas em especial para os nossos parceiros agentes de viagens, é não esperem até o último momento para reservar o cruzeiro desejado. Devido às políticas de estímulo à remarcação adotadas pelas companhias de cruzeiros durante a pandemia - como ofertas de bônus aos clientes e proteção de comissão aos agentes de viagens -, muitos passageiros já estão reservados em saídas ao longo de 2022 e início de 2023. Por isso, quem deixar para reservar na última hora pode não encontrar mais disponibilidade naquela saída em especial”, destaca o diretor executivo da Pier 1.

A gerente de Produtos da Mondiale by Ancoradouro, Camilla Tambelini, endossa essa opinião. “Com a disponibilidade de lugares, além da demanda reprimida, houve a necessidade de adiar a viagem de um ano para o outro. Assim, a taxa de ocupação dos cruzeiros está alta para 2022 e 2023 com bastante procura. Logo, os hóspedes que se interessarem por um cruzeiro já devem reservá-lo para garantir as melhores acomodações. Para os cruzeiristas mais experientes, há promoções específicas, descontos e benefícios para reservas antecipadas. Como é um público que busca por novidades, as dicas também incluem atentar-se aos navios que estão sendo lançados e que oferecem novas experiências com o que há de mais recente em tecnologia e inovação”, comenta Camilla. Os passageiros devem também prestar atenção às políticas vigentes, segundo Thiago Vasconcelos. “Hoje as companhias de cruzeiros podem ter políticas de saúde e segurança, inclusive mais rígidas que a dos países visitados durante o roteiro. Por isso, uma atenta leitura dos protocolos é muito importante”, reforça o especialista.

Esse é outro quesito no qual a consultoria dos agentes de viagens é indispensável. “Quando estou oferecendo um cruzeiro para meu passageiro, principalmente se é sua primeira viagem de navio, já falo a respeito das medidas de saúde e das diferentes regras de cada empresa marítima. Para todos os nossos passageiros, novatos ou experientes, antes do embarque já fazemos o check-in on-line e entregamos um guia atualizado com as indicações e regras sanitárias de cada destino de parada do navio”, comenta Ana Paula Ramazzini. O passageiro também deve ter a responsabilidade de levar a documentação exigida e se organizar antes de embarcar. “Os passageiros devem ter a consultoria do agente de viagens especializado, sendo cuidadosos nos mínimos detalhes com toda documentação para embarque, exames, e com a escolha do roteiro”, comenta o sócio-diretor da Top de Vendas Operadora, Rodrigo Aguiar da Cunha.

A opinião dele é endossada por Daniela Cristina, proprietária da DC Voyages Lux Boutique. “Antes de comprar qualquer viagem, os passageiros devem entrar em contato com um consultor de viagens que poderá indicar e orientar qual a melhor opção de navio de acordo com o perfil do cliente, sempre levando em conta a realização de um sonho que atenda a todos os seus desejos”, comenta Daniela.

“Por fim, a dica aos passageiros já experientes e aos novos cruzeiristas é se atentar sempre às regras da agência reguladora no período da sua viagem, estar com as vacinas em dia, sempre contar com a contratação de um seguro viagem e, claro, embarcar disposto a curtir as melhores férias em alto mar”, conclui a responsável pelo Departamento Marítimo da ViagensPromo, Vera Kiste.

Esta matéria é parte integrante da Revista PANROTAS EDIÇÃO ESPECIAL CRUZEIROS 2022/2023, cuja versão digital completa pode ser conferida abaixo.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA