Furacão Michael ameaça o Oeste da Flórida e preocupa governo | Destinos | PANROTAS
DESTINOS

Furacão Michael ameaça o Oeste da Flórida e preocupa governo

Twitter / National Hurricane Center

Após passagem pela América Central, é previsto que o furacão Michael atinja o Oeste da Flórida, pelo menos sob a categoria 3 da escala Saffir-Simpson. Nesta classificação, o fenômeno natural poderá causar inundações, ventos destrutivos e chuvas torrenciais, sendo considerado potencialmente capaz de fazer vítimas.

"O furacão Michael poderá se transformar em um advento com potencial catastrófico para o Nordeste da Costa do Golfo", afirmou o Serviço Nacional de Meteorologia. “Existe a possibilidade de que Michael torne-se o mais forte a atingir a região da Costa do Golfo de Panhandle em 13 anos.”

O governador da Flórida, Rick Scott, também advertiu as pessoas no Noroeste do Estado para a chegada do que classificou como um “furacão monstruoso”, com riscos de mortes por causa dos fortes ventos e temporais. Cerca de 120 mil pessoas receberam ordens para deixar suas casas. Em seu percurso, Michael teve rajadas de vento de 155 quilômetros por hora.

Ainda de acordo com o serviço de meteorologia, a previsão é de que o fenômeno ainda se dirija para o Sudeste dos Estados Unidos nos próximos dias, seguindo em direção dos Estados do Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia na noite da quarta-feira (10) e na quinta-feira (11).

VÍTIMAS NA AMÉRICA CENTRAL

De acordo com a Associated Press, a passagem do furacão Michael resultou em 13 mortes na América Central, devido às chuvas, desabamentos e pessoas arrastadas pelos rios alagados. Em números, seis pessoas morreram em Honduras, quatro na Nicarágua e outras três em El Salvador.


*Fonte: CNN

conteúdo original: https://cnn.it/2CxnvMy
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA