Rota Transiberiana passa a ser representada no País pela TT

|

Emerson Souza
Pablo Bernhard, CEO da TT Operadora, entre Karina Cordeiro e Bruna Bernhard, também da TT Operadora, e Vera Grigorena, da Imperial Russia Trains
Pablo Bernhard, CEO da TT Operadora, entre Karina Cordeiro e Bruna Bernhard, também da TT Operadora, e Vera Grigorena, da Imperial Russia Trains

A TT Operadora acaba de dar um upgrade em seu portfólio quando se pensa em longas e imersivas viagens de trem. A empresa acertou nesta terça-feira (13) uma parceria para vender no Brasil, com exclusividade, todas as rotas operadas pela rede russa Imperial Russia Train (IRT), em acordo que vale por três anos.

Encabeçando a lista destes trajetos em relevância está a Transiberiana. Trata-se de uma rota na maior ferrovia do mundo: são pouco mais de nove mil quilômetros de trilhos, em que o viajante cruza literalmente a Rússia de um extremo a outro - tudo com sistema all-inclusive, ou seja, alimentação e transfers inclusos no pacote.

A IRT realiza duas alternativas de trajeto. Na principal deles o viajante parte da capital Moscou, no oeste do país, e vai até o extremo leste da nação, acabando na cidade de Vladvostok, em viagem que dura 13 noites. Na segunda opção, as duas últimas paradas são diferentes: ao invés de Khabarovsk e Vladivostok, na Rússia, a viagem segue para Mongólia, com parada em Ulan Bator, e termina em Pequim, na China. Neste caso a viagem é maior, com 14 noites, mas é necessário uma troca do trem para a parte do roteiro que passa nos dois países vizinhos.

E as saídas para 2019 já estão marcadas. São todas no verão devido ao frio extremo do inverno russo, e o viajante pode optar por qualquer um dos sentidos nas duas rotas possíveis. Confira abaixo as datas:

Moscou-Vladivostok (13 noites)
28 de fevereiro a 13 de março
24 de maio a 6 de junho
21 de julho a 3 de agosto

Vladivostok-Moscou (13 noites)
11 de março a 24 de março
4 de junho a 17 de junho
1 de agosto a 14 de agosto

Moscou-Pequim (14 noites)
23 de junho a 7 de julho
18 de agosto a 1 de setembro

Pequim-Moscou (14 noites)
1 de julho a 15 de julho
26 de agosto a 9 de setembro

BRASIL: EXPERIÊNCIA E MAIOR IDADE

"Para começar, quero deixar claro que não se trata de uma viagem de luxo, mas de experiência. São 14 dias de imersão total na cultura russa, com nove destinos em que realizamos passeios no dia inteiro. Quem quer conhecer o país a fundo, é uma das melhores alternativas", declarou o CEO da TT Operadora, Pablo Bernhard, que palestrou para agentes de viagens no evento de anúncio da parceria.

Emerson Souza
Pablo Bernhard, CEO da TT Operadora, fechou parceria para vender viagem de trem Transiberiana com exclusividade no Brasil por três anos
Pablo Bernhard, CEO da TT Operadora, fechou parceria para vender viagem de trem Transiberiana com exclusividade no Brasil por três anos

E de acordo com o executivo, que já coloca o novo produto no topo do portfólio de viagens de trem que comercializa em importância, os preços (partem de seis mil euros), e a qualidade do trem, categorizada por ele como "uma das melhores que já vi", fazem da viagem um produto voltado sim para pessoas com considerável valor aquisitivo, mas não para o turista que quer "apenas luxo", e sim para aquele que "quer experiência."

E o foco no Brasil será o maior público da IRT globalmente falando: os viajantes de maior idade. "A grande maioria dos nossos clientes têm de 60 a 70 anos, viajantes que apreciam viagens para conhecer a história e cultura de um destino. Mas temos crescido também em viajantes de meia idade, na faixa dos 40 e 50 anos", comentou a gerente de Produtos Internacionais da IRT, a russa Vera Grigorena.

Emerson Souza
Vera Grigorena, gerente de Produtos Internacionais da Imperial Russia Trains, representou a empresa russa no encontro e apresentou o produto
Vera Grigorena, gerente de Produtos Internacionais da Imperial Russia Trains, representou a empresa russa no encontro e apresentou o produto

TREM DE ALTO PADRÃO

O trem da Imperial Russia Train (IRT), que ganha o nome da própria empresa - chama Imperial Russia -, conta com quatro tipos de categoria - todos com duas camas. A mais alta é a VIP, com cabines de sete metros quadrados, e banheiro privativo; em segundo aparece a classe executiva, um pouco menor (5,5 metros quadrados), mas também com banheiro próprio. Ambos contam com armários para bagagens maiores.

As duas classes mais econômicas são a First Class Plus e a First Class, ambas com 3,3 metros quadrados. A diferença é que o vagão da Plus conta com quatro chuveiros para oito cabines, além de contar com duas camas maiores; a mais econômica, por outro lado, conta com apenas um chuveiro compartilhado por oito cabines - os vagões de ambas as classes contam ainda com dois banheiros para cada oito cabines.

TRAJETOS

No caminho da opção principal são sete paradas, entre elas cidades históricas e um passeio pelo lago Baikal, Patrimônio Mundial da Unesco e o maior do mundo em volume de água doce e em profundidade.

Na opção que segue para a China, é possível uma visita à Grande Muralha da China, além de mosteiros budistas na Mongólia.

Confira abaixo as cidades de ambos os trajetos:

  • Opção 1: Moscou-Vladivostok

    Moscou - Kazan - Ekaterimburgo - Novosibirsk - Irkutsk - Baikal - Ulan Ude - Khabarovsk - Vladivostok

  • Opção 2: Moscou-Pequim

    Moscou - Kazan - Ekaterimburgo - Novosibirsk - Irkutsk - Baikal - Ulan Ude - Ulan Bator (Mongólia) - Pequim (China)*

*Na segunda opção, acontece uma troca de trem em Ulan Ude para a ferrovia que segue para a China; nela, os quartos são similares, com duas pessoas por quarto e com banheiros compartilhados.

Confira abaixo fotos dos agentes e demais membros do trade que estiveram presentes no evento da TT Operadora:
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA