PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Pesquisa: confira três tendências dos viajantes latino-americanos

Dreamstime
De acordo com a análise, pagamentos feitos em dinheiro caíram 5,19%
De acordo com a análise, pagamentos feitos em dinheiro caíram 5,19%
Um dos eventos mais importantes do ano foi a Copa do Mundo, ocorrida na Rússia. Este tipo de evento é uma oportunidade para analisar a evolução e comportamento dos viajantes latino-americanos, bem como suas necessidades e preferências nos diferentes estágios da viagem.

De acordo com os dados transacionais da Visanet, analisados pela Visa Consulting & Analytics, os portadores do cartão Visa da América Latina e Caribe responderam a quase 10% dos gastos dos estrangeiros na Rússia entre 1º de junho e 15 de julho.

Neste ínterim, os usuários do cartão demonstraram três tendências de compra. Confira:

O comércio eletrônico cresce em importância e uso entre os viajantes
De acordo com a análise, 15% das compras realizadas pelos portadores de cartão Visa da América Latina durante sua visita à Rússia foram efetuadas por meio de canais eletrônicos. Isso demonstra o crescimento e a importância do e-commerce entre os portadores de cartão, que estão recorrendo a esse canal de compra durante a viagem, e não apenas na etapa preparatória, como compra de passagem, de reservas, entre outros momentos.

A realização de eventos esportivos em diversas cidades aumenta os gastos em diferentes destinos turísticos
Em 2017, os turistas latino-americanos que visitaram a Rússia passaram a maior parte do tempo em cidades como Moscou e São Petersburgo. Este ano, o aumento dos gastos se refletiu em outras cidades, incluindo Sochi, Ecaterimburgo e Rostov, onde os clientes latino-americanos gastaram, em média, 15 vezes mais do que no ano anterior.

O uso de dinheiro durante a viagem diminuiu no último ano
Em comparação ao ano passado, os pagamentos em dinheiro realizados pelos portadores do cartão caíram 5,19%, assim como o número de saques, que foi cinco vezes menor.



*Fonte: Visa

conteúdo original: https://bit.ly/2x6WivT
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA