DESTINOS

Onde foram filmados os indicados ao Oscar 2019?


Site 20th Century Fox
A apresentação do Live Aid no Wembley Stadium teve de ser recriada em outro local em Bohemian Rhapsody
A apresentação do Live Aid no Wembley Stadium teve de ser recriada em outro local em Bohemian Rhapsody
Pantera Negra, Infiltrado na Klan, Green Book - o guia, Bohemian Rhapsody, Nasce uma Estrela, Vice, A Favorita e Roma são os indicados ao Oscar de Melhor Filme, em anúncio feito hoje, em Hollywood. A Favorita e Roma lideram com dez indicações cada, sendo que o último é uma produção da Netflix, já disponível para seus assinantes. Segundo sites de cinema e das produções dos filmes, os cenários utilizados como locação vão de estúdios em Atlanta a cenas aéreas na África, até a casa real de Freddy Mercury, na Inglaterra. Confira abaixo.

Primeiro filme de super-herói a concorrer a Melhor Filme, Pantera Negra tem imagens das Cataratas do Iguaçu, na fronteira do Brasil com a Argentina, para simular as quedas d’água de Wakanda. A maioria das cenas foi gravada em estúdios em Atlanta, na Geórgia (EUA), e na Coreia do Sul. Mas há algumas locações “reais”, como a cidade de Busan, na Coreia do Sul, cenas aéreas da África do Sul, Zâmbia e Uganda, e prédios de Atlanta que viraram o Museu da Grã Bretanha ou a sede das Nações Unidas (na realidade, a prefeitura de Atlanta). As cenas da batalha de Vingadores: Guerra Infinita, e a da briga do Pantera Negra contra Erik Killmonger, foram gravadas em Bouckaert Farms, na Geórgia.

Green Book – o guia, dirigido por Peter Farrelly (de Quem vai ficar com Mary e Eu, eu mesmo e Irene), concorre a melhor filme, ator (Viggo Mortensen) e ator coadjuvante (Mahershala Ali), entre outros prêmios, e conseguiu um feito. É um road movie, que passa por diversos Estados americanos, mas foi quase 100% filmado na Louisiana (apenas um dia de filmagens foi em Nova York). Assim, o hotel Copacabana é uma mistura do International House Hotel, de Nova Orleans, com o Carver Theater, também na cidade. A WP Brown House se passa por uma mansão em Pittsburgh, e a Tulane University e o Orpheum Theater se passam por locações na Georgia. O Saenger Theater, na Canal St., em Nova Orleans, serve tanto como um lobby de hotel quanto como o nova-iorquino Carnegie Hall. O Roosevelt Hotel faz as vezes de um hotel em Memphis e a Houmas House Plantation, em Darrow, também na Louisiana, no filme é uma casa na Carolina do Norte. Afinal, não é essa a magia do cinema?

Vice e Roma têm características mais específicas e usaram estúdios para recriar vários ambientes. O primeiro tem foco nos personagens reais, como o vice-presidente americano Dick Cheney (o vice do título) e seu presidente George W. Bush — Christian Bale e Sam Rockwell estão indicados por esses papeis, e o segundo recriou quarteirões inteiros do México, como o que dá nome ao filme, em um estúdio.

A Favorita usa a Hartfield House, ao norte de Londres, como o palácio da rainha Anne, mas também precisou de outras locações para partes da residência real. Tudo no Reino Unido. Entre elas a Divinity School na Universidade de Oxfordm, e o Hampton Court Palace, em Londres.

Nasce uma Estrela
usou cenários reais de shows para as performances de Jackson e Ally. Lady Gaga, em alguns momentos, convocou seus fãs (os little monsters) para comporem a figuração. O Empire Polo Club, na Califórnia, serviu de locação em diversos momentos, inclusive durante os festivais Coachella (e os little monsters tiveram de vestir roupas country) e Stagecoach. Glastonbury foi outro festival que abriu as portas ao filme, assim como o Greek Theater de Los Angeles, onde Jackson e Ally cantam Shallow pela primeira vez, a canção indicada ao Oscar (Lady Gaga e Bradley Cooper também concorrem como atriz e ator, e ele ainda como produtor e roteiristas, apesar de ter ficado de fora da lista de diretores). O Shrine Auditorium, das premiações do Grammy, foi usado para recriar a noite da premiação no filme, e as casas de Jackson e Ally ficam nos arredores de Los Angeles: Calabasas/Malibu e Angelino Heights, respectivamente. A casa onde Ally interpreta La vie em rose, no começo do filme, é The Virgil, em East Hollywood.

O tributo a Freddie Mercury, Bohemian Rhapsody, não conseguiu a liberação do estádio de Wembley, para recriar o icônico show do Live Aid (melhor cena do filme, e responsável, ao lado da atuação de Rami Malek, pelo sentimento de que se trata de um espetáculo maior do que realmente é). Foi preciso construir uma réplica para a filmagem. Mas a casa de Mercury, Garden Lodge, está lá, graças a um acordo com os moradores do condomínio, incluindo a doação de dinheiro para instituições locais e festas da comunidade. A Union St., em Southwark, serviu de locação para momentos em que o filme se passa em Nova York e Amsterdã. E o Hornsey Old Town Hall, em Haringey, aparece em vários momentos, incluindo na gravação de Bohemian Rhapsody, a canção.

Agora só nos resta perguntar: Glenn Close vai mesmo roubar o prêmio de Lady Gaga (ao menos Gaga foi indicada, o que foi negado a Madonna, por Evita)? E Rami Malek? Vai ser consagrado por sua performance de Freddie Mercury (outro filme que mostra o Brasil, durante a apresentação do Queen no primeiro Rock in Rio, apesar da confusão de datas apresentada na tela)? O Oscar 2019 será entregue dia 24 de fevereiro, com transmissão ao vivo para todo o planeta.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA