Coronavírus: Viagens dos EUA para Ásia caem 87,7%

|

Divulgação
O surto de coronavírus atinge agora o segundo país com mais saídas depois da China: os Estados Unidos. Após decretar restrições para passageiros com destino à China, os EUA registram queda de 19,3% na reserva de viagens. O número é causado principalmente pela grande redução de viagens para a região da Ásia-Pacífico, em 87,7%, nas últimas cinco semanas. Os dados são da empresa de análise de dados de viagens ForwardKeys.

Por mais que a queda de viagens para Ásia tenha sido drástica, o revés também pode ser notado na redução de viagens dos EUA para a Europa (-3,6%) e para as Américas (-6,1%). No entanto, reservas para a África e Oriente Médio aumentaram em 1,3%; embora o mercado represente uma pequena parcela de viagens saindo dos EUA (6%).

Considerando as reservas para os próximos três meses, a perspectiva não é tão ruim quanto às últimas semanas. Em 25 de fevereiro, o total de reservas efetuadas nos EUA está 8% abaixo comparado a mesma data de 2019. A maior parte do atraso é causada por uma desaceleração de 37% nas reservas para a Ásia-Pacífico. As reservas a longo prazo para África e Oriente Médio estão 3,9% à frente, a Europa está estável (0,1% à frente) e as Américas estão 4,1% atrás.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA