Bahamas anuncia plano de retomada gradual do Turismo

|

Divulgação
Membros do Ministério do Turismo e Aviação das Bahamas e do Comitê de Prontidão e Recuperação do Turismo, responsáveis pelo plano colaborativo
Membros do Ministério do Turismo e Aviação das Bahamas e do Comitê de Prontidão e Recuperação do Turismo, responsáveis pelo plano colaborativo
O Ministério do Turismo e Aviação das Bahamas, juntamente com o Comitê de Prontidão e Recuperação do Turismo, um grupo composto por parceiros do setor público e privado, anunciou um plano colaborativo para reabrir as fronteiras e o setor de Turismo do país, bem como a retomada das viagens comerciais internacionais a partir de 1 de julho de 2020. Uma conferência de imprensa forneceu detalhes do "Plano de Prontidão e Recuperação do Turismo" para ser usado como um guia abrangente e aprovado do protocolo de saúde e segurança a ser seguido de forma consistente em todo o país.

Desde procedimentos relacionados à entrada e saída das Bahamas por meio de aeroportos e portos marítimos, até um programa de certificação "Clean & Pristine" (Limpo e Original, em português) implementado em hotéis, restaurantes e outras entidades e pontos de contato voltados ao consumidor, o plano descreve extensos protocolos de saúde e segurança que serão aplicados nas Bahamas para mitigar os riscos para todos os visitantes e residentes.

"Nossa principal prioridade é e sempre será nosso compromisso com a saúde e o bem-estar de nossos residentes e visitantes", afirmou a diretora geral do Ministério de Turismo e Aviação das Bahamas, Joy Jibrilu. "Devemos lembrar que estamos vivendo uma nova normalidade na esteira da covid-19 e muita coisa vai mudar no Turismo. Estamos dando uma ênfase ainda maior em garantir uma Bahamas segura e limpa para todos, e esperamos mais uma vez proporcionar aos viajantes a experiência tropical pela qual nossas ilhas são conhecidas", completou.

A economia do turismo das Bahamas voltará gradualmente, seguindo uma abordagem estratégica em fases, que garante a aderência de procedimentos críticos sanitários e de segurança e que o setor de saúde permaneça bem equipado e pronto para responder conforme necessário. A Fase 1 será iniciada no dia 15 de junho e permitirá que embarcações internacionais, iates e aviações privadas retornem ao destino. Esses grupos menores permitirão um segmento mais controlado para testar as novas medidas do país.

Prevê-se que durante esse período haverá um cronograma reduzido de voos, à medida que as companhias aéreas começarem a adicionar as Bahamas às rotas novamente. Além disso, durante a fase 1, os hotéis serão reabertos para que os funcionários retornem ao trabalho e implementem todas as medidas necessárias para garantir que estejam prontos para receber os hóspedes no início da fase 2.

A Fase 2 será a partir de 1º de julho e permitirá a retomada das viagens internacionais, incluindo: linhas aéreas comerciais, internacionais e domésticas; hotéis e aluguéis de temporada, incluindo Airbnb e Home Away; e transporte variando de táxis para ônibus. O calendário das outras fases e setores será anunciado em breve.

Os viajantes deverão seguir a "Campanha do Viajante Saudável" (Healthy Traveler Campaign) das Bahamas, que incentiva visitantes e moradores a continuarem praticando medidas de distanciamento social, lavando as mãos regularmente ou usando desinfetantes para as mãos, e utilizando proteção apropriada, como máscaras, assim como fazem com seus trajes de banho e protetor solar.

Nos aeroportos e portos marítimos as avaliações de temperatura de todos serão realizadas por assistentes de saúde. As pessoas deverão usar uma máscara facial em qualquer situação em que seja necessário aplicar diretrizes de distanciamento físico, como ao entrar e transitar por terminais aéreos e marítimos, enquanto navega nas verificações de segurança e alfandegárias e na solicitação de bagagem. Ao partir, os voos serão programados para todos os outros portões, a fim de fornecer a maior distância possível entre eles, e será fornecido maior tempo para o embarque, a fim de garantir que o distanciamento físico possa ser mantido.

Outros novos procedimentos estarão presentes em toda a experiência na ilha, incluindo acomodações, transportes, excursões e atrações locais, operação de navios e balsas, além de restaurantes, bares e outros serviços de comida e bebida.

A reabertura das fronteiras continuará sendo monitorada e orientada pelas autoridades do governo e da saúde das Bahamas. As datas estão sujeitas a alterações com base nas tendências da pandemia, se houver uma regressão na melhoria ou se o governo e as organizações de saúde considerarem essas fases inseguras para residentes ou turistas.

Para obter mais informações ou visualizar o Plano de Prontidão e Recuperação do Turismo, visite www.bahamas.com.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA