Turista alemão será fundamental na reabertura da Grécia para as viagens

|

Wikicommons / Mstyslav Chernov
Santorini, na Grécia
Santorini, na Grécia
A Grécia viu 35,3 milhões de chegadas internacionais em 2019 e estava prevista para receber 37,1 milhões de visitantes em 2020, antes da covid-19. No entanto, o impacto da pandemia viu a projeção cair para 24,3 milhões, de acordo com os últimos dados da Global Data, empresa de análise e dados.

No entanto, a megaoperadora Tui anunciou que o mercado alemão tem mostrado um aumento significativo na demanda de férias na Grécia. Isso ocorre após a retirada das restrições de viagem pelo governo alemão. Isso permitirá que a Grécia atraia turistas a tempo durante o período de verão, que é geralmente movimentado no destino.

“É fundamental que a Grécia atraia turistas, pois é um pilar essencial da economia do país. A Alemanha é crucial para o turismo grego, não apenas porque enviou quatro milhões de turistas no ano passado, mas também porque outros grandes mercados da Grécia ainda têm restrições de viagem. A abertura da Grécia para o Turismo ajudará o país a reiniciar uma parte vital de sua economia”, comentou a analista de Viagens e Turismo da Global Data, Amber Barnes.

Na recente pesquisa com consumidores da Global Data na Alemanha, 59% dos entrevistados alemães destacaram que estão extremamente ou bastante preocupados com a pandemia. Apesar de os bloqueios serem atenuados e a indústria do Turismo mostrar sinais de recuperação, as dúvidas das pessoas sobre viagens ainda são aparentes.

“A Grécia deve agora promover aos turistas alemães o que o país tem a oferecer. A pesquisa destacou que 73% dos entrevistados afirmaram que a qualidade de um produto/serviço afeta sua saúde e bem-estar. Isso oferece uma oportunidade para as empresas de Turismo gregas promoverem atividades de saúde e bem-estar, como spas, ajudando assim ainda mais a recuperação do país e aumentando a imagem de destino”, concluiu Barnes.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA