Índia amplia proibição de voos internacionais até agosto

|


Getty Images
As companhias estão operando os voos domésticos com 45% de sua capacidade
As companhias estão operando os voos domésticos com 45% de sua capacidade
A Diretoria Geral de Aviação Civil (DGCA) da Índia estendeu a proibição geral de voos internacionais até agosto, anteriormente prevista para acabar em julho. Embora a entidade tenha dito que os serviços seriam analisados caso a caso, até o momento nenhuma companhia aérea foi autorizada a operar voos internacionais.

De acordo com o portal Simple Flying, o governo indiano estuda permitir voos internacionais por meio dos acordos de "bolhas de viagens", em que as pessoas poderiam transitar entre os países livremente. Essa possibilidade tem sido discutida desde o final de junho, mas ainda nenhum acordo foi feito.

"Estamos trabalhando em um consenso para reiniciar os voos internacionais por meio das bolhas de viagens. As negociações estão ocorrendo principalmente entre a Índia e Estados Unidos, Canadá, Europa e países do Golfo", afirmou o presidente da Autoridade Aeroportuária da Índia (AAI), Arvind Singh.

Por enquanto, a União Europeia proibiu voos da Índia devido à sua alta taxa de infectados por covid-19. Em relação aos voos domésticos, o governo permitiu que as companhias aéreas aumentassem suas operações para 45% da capacidade original.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA