Panamá recebe os primeiros voos internacionais após reabertura

|


Divulgação
Um voo da Copa Airlines com 35 passageiros foi o primeiro a chegar no Panamá
Um voo da Copa Airlines com 35 passageiros foi o primeiro a chegar no Panamá
Na última segunda-feira (12), o Panamá reabriu suas fronteiras e recebeu mais de 300 passageiros provenientes de voos da Copa Airlines, Air France, KLM, Spirit Airlines, United Airlines e Wingo no Aeroporto Internacional de Tocumen. A reabertura acontece depois de meses de planejamento estratégico, que resultou na implementação de novos protocolos de biossegurança voltados para a saúde dos panamenhos e dos visitantes.

Antes de realizar o check-in para o voo, os passageiros devem preencher uma declaração eletrônica, concordando em cumprir as medidas de controle sanitário do Panamá. Também é obrigatório apresentar teste PCR negativo para covid-19, feito menos de 48 horas antes do desembarque. Se o teste do passageiro tiver sido feito há mais de 48 horas ele deve fazer uma nova testagem no aeroporto, antes de passar na alfândega panamenha, ao custo de US$ 30.

Os primeiros 35 passageiros internacionais que chegaram ao aeroporto no voo da Copa Airlines foram recebidos com um espetáculo de música e danças tradicionais. Em discurso oficial, o presidente do Panamá, Laurentino Cortizo Cohen, ressaltou que as viagens aéreas são um serviço essencial para a economia do país. Acompanhado do presidente, o ministro do Turismo, Iván Eskildsen, reforçou o desejo do destino em oferecer aos visitantes o melhor do seu patrimônio cultural e natural, da forma mais segura possível.

O seguro viagem não é obrigatório, mas recomendado pelas autoridades. Para mais informações sobre as regras e os protocolos de biossegurança, acesse o site.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA