França torna obrigatório o teste PCR para entrar no país

|


Unsplash
Os viajantes precisam também se comprometer a ficar em isolamento por sete dias assim que chegarem à França
Os viajantes precisam também se comprometer a ficar em isolamento por sete dias assim que chegarem à França
O governo da França determinou que a partir de hoje (18) todos os turistas vindos de países fora da União Europeia, incluindo o Brasil, façam testes PCR antes de embarcarem rumo a qualquer destino francês.

O exame com resultado negativo será necessário para que os visitantes embarquem no avião ou barco em direção a qualquer região da França.

O país europeu pede também para que os viajantes se comprometam a ficar em isolamento por sete dias assim que chegarem à França e, em seguida, façam novamente o teste PCR.

Na semana passada, o governo francês decretou novo lockdown, até o fim do mês.

O órgão de Turismo da França, Atout France, acaba de lançar novo comunicado sobre a situação do país. Leia na íntegra:

Tendo em vista a circulação ainda ativa da Covid-19 na França, o Primeiro Ministro Jean Castex confirmou nesta quinta-feira, 14 de janeiro, que todas as atividades suspensas e estabelecimentos fechados hoje na França como parte da luta contra a epidemia do Covid-19 permanecerão assim até o final do mês. Atualização sobre a situação:

Deslocamentos:

• Um toque de recolher em toda a França metropolitana entrará em vigor à partir de 16 de janeiro de 2021, entre 18h e 6h, por pelo menos 15 dias.

• Todos os viajantes (que possuem passaporte europeu ou permissão de viajar) que desejam vir à França de um país fora da União Européia, devem apresentar OBRIGATORIAMENTE um teste PCR negativo de menos de 72 horas, ANTES DO EMBARQUE. Essas pessoas também devem assumir o compromisso de se isolarem por sete dias ao chegarem na França, e depois fazer um segundo teste PCR.

• Com relação aos viajantes da União Européia, o Conselho Europeu de 21 de janeiro irá esclarecer a estrutura de coordenação.

• Medidas específicas estão sendo tomadas para os territórios ultramarinos. Para visitas aos territórios ultramarinos, um teste PCR de menos de 72 horas deve ser providenciado. Desde 14 de janeiro, os testes são agora OBRIGATÓRIOS no retorno desses destinos para o hexágono. As medidas específicas para cada comunidade são detalhadas no site do governo, incluindo :

Para Guadalupe e Martinica: à partir de 18 de janeiro, os viajantes que chegam às ilhas devem cumprir um período de isolamento de sete dias e apresentar um teste PCR negativo ao final desse período;
Para a Ilha da Reunião: à partir de 18 de janeiro, recomenda-se que os viajantes que chegam à ilha façam isolamento por sete dias e que apresentem um teste PCR negativo ao final deste período;
o teste de antígeno não é mais suficiente, para a Reunião, Guadalupe e Martinica (o teste PCR é agora obrigatório) ;
Para a Guiana Francesa e Mayotte: para todos os viajantes, será necessário justificar motivo obrigatório para a viagem.
• Até 8 de fevereiro de 2021, é necessário um teste PCR ou de antígeno para viajantes acima de 11 anos de idade que desejam viajar para a Córsega.


*Notícia atualizada no dia 19/01 às 11h09
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA