Nova York é primeiro Estado a criar passe de vacinação nos EUA

|

Divulgação
Nova York é o primeiro Estado a criar formalmente um passaporte digital para covid-19 nos Estados Unidos. A plataforma on-line gratuita, chamada Excelsior Pass, permite que os indivíduos provem que foram totalmente vacinados contra o coronavírus ou que recentemente tiveram resultado negativo, como parte de um esforço para acelerar a reabertura de empresas, estádios esportivos e locais de entretenimento. As informações são do jornal New York Times.

A ferramenta foi desenvolvida com a IBM e funciona como um cartão de embarque de uma companhia aérea. Os usuários recebem um passe digital com um QR code, que podem imprimir ou salvar em seus smartphones. As empresas participantes usam um aplicativo complementar para escanear o código do cliente e verificar seu status. O Estado disse que os dados das pessoas serão mantidos seguros e confidenciais.

“A questão da 'saúde pública ou economia' sempre foi uma escolha falsa - a resposta deve ser as duas coisas. À medida que mais nova-iorquinos são vacinados a cada dia e as principais medidas de saúde pública continuam a atingir regularmente suas taxas mais baixas em meses, o primeiro Excelsior Pass da nação anuncia a próxima etapa em nossa reabertura cuidadosa e baseada na ciência”, disse o governador Andrew M. Cuomo em um comunicado.

Como parte do lançamento inicial, os nova-iorquinos podem usar o passe digital para assistir a jogos em estádios e arenas, recepções de casamento ou outros eventos acima do limite de reunião social do Estado. Os principais locais na cidade de Nova York, incluindo o Madison Square Garden com 20 mil lugares, anunciaram que planejam usar essa tecnologia nas próximas semanas. A partir de 2 de abril, espaços menores de artes e entretenimento também podem usar o Excelsior Pass.

O passe permite a retomada de algumas atividades em ambientes privados entre pessoas totalmente vacinadas em pequenos grupos ou uma família totalmente vacinada com outra família não vacinada. O governador enfatizou como as pessoas totalmente vacinadas devem continuar seguindo as precauções de saúde e segurança em público, incluindo o uso de máscara.

EUA

O governo Biden tem monitorado esforços privados e sem fins lucrativos para desenvolver passaportes para vacinas e está trabalhando para garantir que eles atendam a certos padrões, incluindo de privacidade. Foi o que disse o coordenador de resposta ao coronavírus da Casa Branca, Jeffrey D. Zients.

“À medida que aumentamos o número de pessoas vacinadas, sabemos que algumas pessoas podem ter necessidade de demonstrar que estão vacinadas. O setor privado e as coalizões sem fins lucrativos já estão começando a trabalhar nisso. Nosso papel é ajudar a garantir que quaisquer soluções nesta área sejam simples, gratuitas, de código aberto, acessíveis às pessoas tanto digitalmente quanto no papel, e projetadas desde o início para proteger a privacidade das pessoas”, disse Zients.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA