Passagens aéreas da China mostram potencial para retomada global

|

As passagens aéreas na China estão se recuperando para os níveis pré-pandêmicos, enquanto os turistas domésticos lideram uma recuperação irregular de viagens aéreas, segundo informações da Reuters.

Wikicommons
Recuperação das passagens aéreas da China mostram potencial para retomada global
Recuperação das passagens aéreas da China mostram potencial para retomada global
Com os mercados internacionais como a Europa ainda em bloqueio parcial, a atenção da indústria do Turismo global está voltada para os novos padrões de viagens da China, que está colocando o vírus sob controle. O mercado doméstico chinês ultrapassou silenciosamente o dos EUA em tamanho durante a pandemia, mas vários surtos de coronavírus antes do Ano Novo Lunar do mês passado interromperam a recuperação e podem levar a perdas no primeiro trimestre.

Agora, com os testes temporários e restrições de quarentena mais uma vez suspensas, os preços médios de um bilhete na classe econômica durante o festival Qingming de 3 a 5 de abril, por exemplo, se recuperaram para 96% dos níveis de 2019, de acordo com dados da Ctrip. Já as tarifas aéreas para viagens durante o feriado do Dia do Trabalho no início de maio aumentaram 11% em comparação com os níveis do ano retrasado.

No ano passado, a capacidade doméstica chinesa aumentou mais rapidamente do que a demanda, reduzindo as tarifas aéreas, uma vez que as companhias procuraram ocupar o maior número possível de assentos. Um retorno ao crescimento das tarifas é visto como uma etapa final na recuperação.

Ainda segundo a publicação, há sinais de que os Estados Unidos está seguindo uma trajetória semelhante de meses atrás da China, à medida que as taxas de vacinação aumentam, o número de casos cai e as transportadoras adicionam mais voos.

As tarifas domésticas médias de ida e volta nos EUA de maio a agosto permanecem até 20% abaixo dos níveis de 2019, mas estão 36% acima de 2020. A Europa, no entanto, está se preparando para um segundo verão perdido, em parte devido a uma implementação limitada da vacina e uma forte dependência do tráfego transfronteiriço.




*Fonte: Reuters

conteúdo original: https://reut.rs/3czjPuK
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA