Perdas no Turismo de MG chegam a R$ 25 bi em um ano

|


MarcelloCasalJr/Agência Brasil
O Observatório do Turismo de Minas Gerais compilou números sobre a atividade no Estado
O Observatório do Turismo de Minas Gerais compilou números sobre a atividade no Estado
Reunindo dados de associações de classe, sindicatos e confederações, o Observatório do Turismo de Minas Gerais divulgou um relatório detalhando o momento da indústria turística no Estado. De acordo com o levantamento, de março de 2020 até o mesmo mês deste ano, as perdas no Turismo chegam a R$ 25,5 bilhões. O índice, que leva em conta informações apuradas pela CNC, considera o desempenho e geração de faturamento das mais diferentes empresas e atividades que lidam com a indústria de viagens.

Outro número que chama a atenções negativamente é o desempenho hoteleiro. A taxa média de ocupação dos meios de hospedagem do Estado em março, segundo informou a ABIH regional, foi de 27%, dez pontos percentuais a menos que a média do mesmo meses 2020.

Sobre os empregos, considerando dados do Caged, o relatório informa que, levando em conta as empresas turísticas do Estado, o número de demissões em março foi maior que o de contratações. Esse balanço teve saldo impulsionado principalmente pelas atividades de alimentação (menos 1,7 mil vagas de trabalho) e pelo setor de comércio e serviços (474 demissões no mês).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA