Reino Unido revela 12 novos destinos da lista verde

|

Os países da lista verde do governo do Reino Unido para viagens "seguras" ao Exterior foram revelados conforme o sistema de semáforo para a retomada das viagens internacionais foi confirmado. Os 12 destinos incluídos na lista verde para viagens após 17 de maio incluem: Portugal (incluindo Açores e Madeira); Austrália; Nova Zelândia; Cingapura; Brunei; Islândia; Ilhas Faroe; Gibraltar; Ilhas Malvinas; e Israel. As informações são do portal Travel Weekly.

O secretário de transportes britânico, Grant Shapps, confirmou que as viagens internacionais podem ser retomadas a partir de 17 de maio, o que significa que as viagens internacionais para lazer não são mais ilegais. Enquanto isso, Turquia, Maldivas e Nepal foram adicionados à lista vermelha a partir de 12 de maio. E, entre os destinos da lista amarela, estão todos que não estão na verde (viagens permitidas) ou na vermelha (viagens proibidas). O governo disse que as pessoas “não devem viajar para países 'amarelo' e 'vermelhos' por lazer”.

As listas que imitam os sinais semafóricos serão atualizadas a cada três semanas, confirmou o Departamento de Transportes (DFT). “Esses pontos de revisão regulares permitirão ao governo equilibrar a ajuda ao público para entender os requisitos do covid-19 ao viajar para a Inglaterra, enquanto nos permite avaliar constantemente o risco para diferentes países”, avaliou o órgão.

Visitantes que chegam de países da lista verde precisarão fazer um teste antes da partida de seu voo de volta ao Reino Unido, bem como um teste PCR no dia dois ou antes de seu retorno, mas não precisarão ficar em quarentena no retorno (a menos que recebam um resultado positivo) ou fazer quaisquer testes adicionais.

As chegadas de países da lista amarela precisarão ficar em quarentena por um período de dez dias e fazer um teste antes da partida, um teste de PCR no dia dois e no oitavo dia, com a opção de teste de liberação no dia cinco para encerrar o auto-isolamento mais cedo.

Aqueles que chegam de países da lista vermelha estarão sujeitos a uma estada de dez dias em um hotel gerenciado em quarentena, teste antes da partida e teste PCR no segundo e no oitavo dia.

Os Formulários de localização de passageiros permanecerão em vigor para todas as chegadas ao Reino Unido, e o DFT avisou os viajantes “podem notar filas mais longas do que o normal”, mas disse que “é vital mantermos nossos controles rigorosos de fronteira” para manter as variantes fora do Reino Unido. No entanto, o governo também se comprometeu a “aumentar os recursos da Força de Fronteira para administrar o aumento da demanda”.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA