Suíça reabre fronteiras para brasileiros no próximo sábado

|

Divulgação/Suíça
Hoje (23), o Switzerland Tourism, órgão de promoção turística da Suiça, realizou um encontro virtual com o trade brasileiro para anunciar a reabertura de suas fronteiras. A partir de sábado, 26 de junho, brasileiros poderão voltar a visitar o país europeu, sendo que aqueles totalmente vacinados não precisarão de quarentena ou teste PCR.

ATENÇÃO PARA MUDANÇAS NA REGRA

Pouco tempo depois de divulgar as informações acima, o escritório do Turismo da Suíça corrigiu as regras e esclareceu que serão permitidos somente brasileiros “100% vacinados”, não mais recuperados ou apresentando PCR negativo. Confira clicando aqui.
*atualizado em 24 de junho às 10h30


"Depois de um período conturbado, temos um anúncio muito claro a fazer para vocês. Brasileiros poderão visitar a Suíça a partir do dia 26 (sábado)", afirmou o diretor do escritório de Turismo da Suíça para o Brasil, Fabien Clerc.

Confira abaixo todas as condições para a entrada de brasileiros.

  • Brasileiros totalmente vacinados, com 1ª e 2ª dose aplicadas de BioNTech, Moderna, Pfizer, Janssen, AstraZeneca, Sinovac, Sinopharm e Serum Institute of India, poderão entrar na Suíça isentos de quarentena e/ou teste PCR;
Os detalhes de contato ainda serão necessários ao chegar de avião. Todos os brasileiros precisarão preencher um formulário com dados de contato, hotel em que será hospedado e outras informações.

Um detalhe importante é que, por enquanto, apenas o nome Sinovac está nos documentos suíços, correndo o risco de um agente alfandegário barrar um brasileiro vacinado com a Coronavac, mesmo sendo o mesmo princípio. O escritório de Turismo da Suíça está trabalhando para resolver esse problema e recomenda que brasileiros vacinados com a Coronavac aguardem essa resolução, já que o agente alfandegário não tem a obrigação de conhecer as similaridades dos imunizantes e isso pode se tornar um empecilho.

Quanto a vacina AstraZeneca, caso esteja escrito Fiocruz no comprovante de vacinação, o escritório de Turismo da Suíça pediu que entre em contato com eles para o caso ser avaliado.

Para comprovar a vacinação, o cartão verde disponibilizado com o SUS com o nome completo do passageiro é o bastante. Crianças de até 18 anos são isentas de comprovação de vacinação ou teste e podem viajar com seus pais vacinados para a Suíça. Caso o passageiro tenha só uma dose da vacina e teste negativo, será preciso cumprir a quarentena de 10 dias.

Para passageiros recuperados, é preciso mostrar um teste positivo de covid-19 realizado pelo menos 11 dias antes de viagem. Testes de IGM e IGC não podem ser usados para comprovar a recuperação do passageiro.

Para brasileiros viajarem para outros países europeus a partir da Suíça, é preciso passar pelo menos 10 dias no país, o equivalente a uma quarentena, para então poder viajar a outro país da zona Schengen. De qualquer forma, é importante conferir as regras de entrada do país que deseja visitar, assim como no caso do Reino Unido, que não faz parte da zona Schengen e tem seus próprios requisitos.

O Switzerland Tourism disponibilizará todas as informações completas em seu canal do Telegram e no grupo do Facebook.

VOOS DIRETOS
Durante o encontro virtual, a Swiss Airlines reforçou que a aérea está oferecendo seis frequências semanais de São Paulo (GRU) a Zurique com o Boeing 777. Em agosto, serão frequências diárias na rota entre Brasil e Suíça. "Essa é a melhor notícia desde março de 2020", comemora Annette Taeuber, diretora da Lufthansa e Swiss no Brasil.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA