Estância propõe hospedagem estilo glamping em Goiás

|


Divulgação
A estância procura oferecer um tipo de hospedagem confortável mesmo em meio à natureza da região
A estância procura oferecer um tipo de hospedagem confortável mesmo em meio à natureza da região
Localizado em Pirenópolis, no interior do Estado de Goiás, a estância Olho do Dragão Mountain House, propões receber viajantes no estilo glamping - oferta de hospedagem que reúne os conceitos de “glamour” e “camping”. A propriedade é formada por casas de veraneio e fica a sete quilômetros da cidade, recebendo turistas que buscam mais contatos com a natureza, mas não querem deixar de lado o conforto proporcionado pelos hotéis, resorts e pousadas.

“O glamping permite contemplar todos os benefícios da natureza, mas sem perder esse conforto com um banho quente, o uso de ar-condicionado durante um dia quente, se aquecer com o calefator ou até mesmo acessar a internet para resolver alguma demanda do trabalho ou entrar em contato com os amigos e familiares”, explica o empreendedor e idealizador do projeto, Neylon Jacob, que conheceu experiências de glamping em outros países.

Divulgação
Localizado em Pirenópolis, no interior do Estado de Goiás, a estância Olho do Dragão Mountain House, propões receber viajantes no estilo glamping
Localizado em Pirenópolis, no interior do Estado de Goiás, a estância Olho do Dragão Mountain House, propões receber viajantes no estilo glamping
Com mais de 100 metros quadrados, o glamping de Piri está a dois metros do chão. Foi implantado em um grande deck de madeira. É composto de uma tenda geodésica com área interna de 38 metros quadrados, revestida com lona especial - material utilizado em glampings pelo mundo - com calefação interna, ar condicionado, canais de streaming e wi-fi, além de amenities e blends.

Junto à tenda, uma área descoberta oferece rede horizontal suspensa e uma banheira de hidromassagem com cromoterapia com vista para a Serra. “Neste último caso, a hidro contará com quatro cores (amarelo, verde, vermelho e azul) com o objetivo de mudar as vibrações do corpo na frequência da saúde, do bem-estar e da energia”, detalha Jacob.

Divulgação
Há opções de hospedagem para variados tipos de público
Há opções de hospedagem para variados tipos de público
O primeiro glamping da cidade explora o conceito de domo geodésico, também inédito na cidade. Trata-se de uma estrutura arquitetônica que reúne polígonos ligados em linha reta, geralmente em formato triangular, que formam uma esfera ou parte dela. Apesar de o conceito existir há milhares de anos, os primeiros domos construídos na arquitetura remontam ao ano de 1922, na Alemanha. Desde então, a estrutura começou a ganhar o mundo e, quase um século depois, chega a Pirenópolis para proporcionar uma experiência mais íntima com a natureza.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA