Casa Branca confirma plano de reabertura dos EUA para novembro

|


Casa Branca
Presidente Joe Biden
Presidente Joe Biden
A secretária de Imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, falou hoje com jornalistas sobre diversos assuntos relacionados ao presidente Joe Biden – dos problemas de Imigração e segurança à crise climática tema de seu discurso na ONU e às alianças mundiais dos Estados Unidos. O tema covid-19, obviamente, tomou boa parte das perguntas, assim como a reabertura das fronteiras americanas, prevista para o começo de novembro, para turistas estrangeiros 100% vacinados e com teste negativo para o vírus.

Segundo a secretária, a decisão é resultado de um trabalho de grupos de diversos órgãos do governo e em parceria com países ao redor do mundo. Tudo para determinar como e quando seria o momento de reabrir as fronteiras para as viagens internacionais. “As regras antigas não eram justas e estavam um pouco confusas”, disse a porta-voz.

Ela reafirmou que começando em novembro, os Estados Unidos vão implementar protocolos rígidos para prevenir a proliferação da covid-19 por viajantes internacionais, e isso será feito com a exigência de 100% de vacinação dos adultos estrangeiros para entrar no país. Segundo ela, trata-se da conclusão do processo iniciado há alguns meses.

Um alto funcionário da administração da Casa Branca disse ainda, em outro pronunciamento, que "estamos muito orgulhosos de poder desenvolver um protocolo que permitirá viagens de indivíduos, famílias e empresários da União Europeia e Reino Unido, bem como do Brasil e Índia e outros países, aos Estados Unidos com comprovante de vacinação."

Jen também esclareceu que os americanos não vacinados, ao retornarem para casa, terão de apresentar teste negativo feito um dia antes da viagem e a prova de que compraram um teste viral para ser feito na chegada. Essa decisão se aplica também a crianças americanas.

Não há definição ainda se portadores de green card e moradores de países que hoje entram livremente nos Estados Unidos, sem comprovar vacinação, também terão de obedecer às novas regras ou se, como os americanos não vacinados, apresentarão apenas os testes negativos.

Sobre que vacinas serão aceitas, como as chinesas, como será a comprovação e o que significa estar 100% vacinado, Jen Psaki disse que tudo será divulgado nas regras de implementação, debatida pelo comitê interagências. Ela não deu uma data para essa divulgação, mas espera que muito em breve.

CONTATOS
A secretária também anunciou que o CDC vai emitir uma ordem de recolher contatos para rastreamento para todos os passageiros entrando nos Estados Unidos. As empresas aéreas terão de recolher os dados, para que o CDC possa fazer contato com qualquer passageiro que tenha sido exposto ao vírus e suas variantes, ou outras doenças. Essa obrigatoriedade será aplicada mundialmente.

Sobre as fronteiras terrestres com México e Canadá, Jen Psaki disse que elas continuarão fechadas até 21 de outubro, ainda sem previsão de quando serão reabertas.

LEIA COMO A NOTÍCIA REPERCUTIU ENTRE OS BRASILEIROS NO IPW 2021

O Portal PANROTAS viaja a convite da US Travel, voando American Airlines e com seguro GTA Assist, incluindo cobertura contra covid-19.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA