Holanda deixará de exigir quarentena para brasileiros

|


Flickr/Bert Kaufmann
Todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceita pelas autoridades holandesas
Todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceita pelas autoridades holandesas
A partir de 22 de setembro, viajantes vacinados do Brasil, Estados Unidos, Reino Unido e de outras áreas de "alto risco" não precisarão mais fazer quarentena ao visitar a Holanda. No entanto, os outros requisitos continuam valendo para entrar no país: apresentar prova de vacinação completa há pelo menos 14 dias; apresentar teste negativo para covid-19 realizado até 48 horas antes do embarque; e preencher formulários de saúde. Todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceita pelas autoridades holandesas.

O anúncio foi feito na terça-feira (14) pelo Ministério da Saúde, Bem-Estar e Esporte da Holanda junto a outras mudanças, como a retirada da exigência do distanciamento de 1,5 metro, a retomada das operações de restaurantes e bares em capacidade máxima e o passaporte covid-19 a ser usado para entrar em restaurantes, eventos, cinemas e teatros. No entanto, foi reforçada a importância de regras básicas, como procurar um distanciamento (mesmo que não seja mais obrigatório), lavar as mãos e usar máscara.

"Quase 13 milhões de pessoas na Holanda receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 e mais de 11 milhões estão totalmente vacinadas. As internações hospitalares e na UTI são estáveis. A maioria das pessoas que são admitidas no hospital ou com teste positivo para coronavírus ainda não foram vacinadas. A cobertura da vacinação é alta o suficiente para que possamos suspender a regra de ficar a 1,5 metro dos outros. Mas ainda não é alto o suficiente para fazer isso sem colocar outras condições no lugar. Somente a cobertura vacinal máxima nos permitirá suspender todas as medidas, proteger as pessoas com condições crônicas de saúde e garantir que todos tenham acesso aos cuidados de saúde quando precisarem", afirmou o governo holandês no comunicado.

Confira a lista do que é preciso para visitar a Holanda.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA