Nova York passa a exigir vacina para entrar em ambientes fechados

|

Unsplash
Ontem (13), a cidade de Nova York começou a aplicar seu programa de passaporte de vacina covid-19, conhecido como "Key to NYC" ou "Chave para Nova York", para a maioria das atividades realizadas em ambientes fechados como restaurantes e academias. Mesmo antes da exigência, alguns estabelecimentos em Nova York já exigiam prova de vacinação para entrar. As informações são da CNN.

Desde 17 de agosto, a cidade exige que as pessoas com 12 anos ou mais comprovem que receberam pelo menos uma dose da vacina covid-19 para refeições em locais fechados, atividades físicas e entretenimento interno, incluindo cinemas, salas de concerto, museus e estádios esportivos. No entanto, a fiscalização e aplicação dessas regras começou agora, com o período anterior servindo para adaptação.

As empresas agora são obrigadas a verificar o status de vacinação de todos os funcionários e clientes com 12 anos ou mais, ou estarão sujeitos a multas. Os residentes podem apresentar prova de vacinação na forma de um cartão de vacinação do CDC, registro de vacinação de NYC, o Excelsior Pass do Estado de Nova York ou o aplicativo NYC Covid Safe.

De acordo com o prefeito Bill de Blasio, inspetores civis de 13 agências municipais poderão fazer a fiscalização. Esses inspetores irão até as empresas para verificar se todos os procedimentos estão sendo seguidos, se as empresas instalaram sinalização adequada sobre a exigência e se os funcionários estão verificando adequadamente o comprovante de vacinação, explicou o prefeito em coletiva.

Os inspetores serão de 13 agências, incluindo o FDNY, o Departamento de Assuntos do Consumidor, o Departamento de Edifícios, o Departamento de Saúde, o Departamento de Transporte, o Departamento de Saneamento, o Departamento de Preservação e Desenvolvimento de Moradias, o Gabinete do Xerife de Nova York, a Comissão de Táxis e Limusines de Nova York e o Departamento de Parques. A polícia (NYPD) não está entre as agências que fornecem inspetores civis.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA