Argentina simplifica regras e pede apenas vacinação e teste a brasileiros

|

Unsplash
Argentina eliminará a necessidade de teste entre 5 e 7 dias depois da chegada ao país e quarentena para menores de 18 anos
Argentina eliminará a necessidade de teste entre 5 e 7 dias depois da chegada ao país e quarentena para menores de 18 anos
O governo da Argentina divulgou hoje que, a partir de 1º de novembro, as exigências para entrada de turistas brasileiros no país serão reduzidas. Após dispensar o teste rápido de antígeno no desembarque no país, também foi eliminada a necessidade de repetir o exame entre 5 e 7 dias depois da chegada ao país e foi liberada a exigência de quarentena para os viajantes menores de 18 anos que ainda não tenham sido vacinados.

A liberação de crianças e adolescentes permitirá agora que famílias viajem com seus filhos menores e circulem pelo país sem restrições. Antes eles precisavam passar um período de isolamento, depois da chegada. Agora, além da possiblidade de entrada imediata, eles poderão ser vacinados no país.

A ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti, anunciou nesta terça-feira que seu país pretende avançar com a oferta de vacinas contra a covid-19 aos turistas que chegam ao país. A Argentina já ultrapassou 55% da população com imunização completa, e 72% com pelo menos uma dose. Está utilizando vacinas da AstraZeneca, Convidecia, Covishield, Moderna, Pfizer, Sinopharm e Sputnik V. Os visitantes poderão tomar suas vacinas inclusive em alguns postos de fronteira, que serão definidos pelas autoridades sanitárias.

Confira abaixo os requisitos atuais para viajar para a Argentina.

  • Esquema de vacinas completo com pelo menos 14 dias de antecedência ao ingresso;
  • Resultado de teste PCR negativo feito dentro das 72 horas antes de seu embarque.

Para mais informações, acesse o site do Turismo da Argentina.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA