Argentina terá aumento gradual na entrada de viajantes

|

Wikicommons
As fronteiras da Argentina para viajantes de países vizinhos esta reabertas desde o início do mês
As fronteiras da Argentina para viajantes de países vizinhos esta reabertas desde o início do mês
Com as fronteiras reabertas para receber turistas vindos de países vizinhos, a Argentina montou um esquema para controlar a quantidade de viajantes internacionais que circulam pelo país e o número total de voos chegando por semana. Hoje (4) foi iniciada a segunda fase desse cronograma, que permite a entrada de 3 mil passageiros por dia.

Na primeira etapa, que compreendeu os dias 1º, 2 e 3 deste mês, a quantidade de viajantes por dia era de 2,5 mil. Já na próxima fase, que vai dos dias 11 a 14 de outubro, 4 mil viajantes por dia podem entrar.

Essas medidas e limites foram definidos depois de uma reunião entre ministérios. Todas as regras estão em conformidade com a Decisão Administrativa nº 951/2021, que foi a que permitiu a reabertura de fronteiras.

“Os indicadores de saúde são os responsáveis pelo avanço nessas flexibilizações”, apontou o chefe de gabinete do governo argentino, Juan Manzur, em declaração ao Ladevi, parceiro da PANROTAS no país vizinho.

Mesmo com o novo calendário para entrada de viajantes, as regras de ingresso permanecem as mesmas para turistas vacinados e não vacinados.

VISITANTES VACINADOS
Para entrar na Argentina, os viajantes vacinados terão de:

- apresentar comprovante de vacinação, com esquema vacinal completo – todas as vacinas aplicadas no Brasil, incluindo a Coronavac, são aceitas –, com data da última aplicação pelo menos 14 dias antes da chegada ao país;

- apresentar um resultado negativo de teste PCR feito pelo menos 72 horas antes do embarque ou realizar teste antígeno ao chegar no país;

- realizar um teste PCR na Argentina entre cinco e sete dias após a chegada no território argentino.

VISITANTES NÃO VACINADOS
Os visitantes que ainda não estiverem vacinados (incluindo menores) também poderão entrar sem problemas no país, mas terão de seguir regras um pouco diferentes:

- apresentar um teste PCR negativo feito com, pelo menos, 72 horas de antecedência ao embarque do voo para a Argentina;

- realizar um teste antígeno na chegada ao aeroporto argentino;

- e realizar quarentena de sete dias, além de um teste PCR ao final deste período de isolamento.

No momento em que o país atingir 50% da população completamente vacinada, o teste de antígeno não será mais realizado na admissão (exceto para aqueles não vacinados) e PCR nos dias cinco e sete. Dessa forma, o impacto do aumento de internações e óbitos é minimizado.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA