ECONOMIA E POLÍTICA

Após balanço, fundo venderá fatia de 43,7% na Decolar.com

Mesmo após a divulgação de números positivos relacionados ao segundo trimestre de 2018, a Decolar.com foi pega de surpresa pelo anúncio da Tiger Global de que irá vender seus 43,7% da agência de viagens on-line (OTA). A informação empurrou as ações da empresa para seu valor mais baixo na história, com cada papel valendo US$ 18,27 na Bolsa de Nova York.

A líder do segmento na América Latina mostrou crescimento no último período analisado, mas bem abaixo dos anteriores. Enquanto no segundo trimestre de 2018, o crescimento foi de 12% em comparação com o mesmo espaço de tempo do ano anterior, no primeiro tri deste ano e no último de 2017, a taxa havia mostrado aumentos de 21% e 26%, respectivamente.

A margem EBITDA, que mede a rentabilidade operacional das empresas, foi de 8,3% no período, evidenciando um mergulho de 9,3 pontos percentuais em relação ao primeiro trimestre de 2018. O cenário macroeconômico da região e a grande volatilidade das principais moedas correntes, como o real brasileiro e o peso argentino, foram consideradas as principais causas desta queda.

A Decolar.com estreou na Bolsa de Nova York em setembro do ano passado avaliada em cerca de US$ 1,7 bilhão no IPO, com seu papel valendo US$ 26. Agora, o valor da empresa caiu para US$ 1,2 bilhão. A segunda maior acionista da OTA fundada na Argentina é a Expedia, que é dona de 13,9% do capital.


*Fonte: Brazil Journal

conteúdo original: https://bit.ly/2MErDiA
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA