ECONOMIA E POLÍTICA

Líderes defendem manutenção do MTur e liderança de Lummertz

Câmara dos Deputados/Janine Moraes
O documento foi destinado ao recém-eleito Jair Bolsonaro (PSL)
O documento foi destinado ao recém-eleito Jair Bolsonaro (PSL)
Líderes do Turismo defendem o protagonismo do setor para um futuro melhor. De acordo com o documento, é solicitada a permanência da pasta ministerial, que, segundo dados presentes na carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), resulta em vários benefícios, como geração de emprego e injeção econômica. Além disso, a declaração também solicita a contínua liderança de Vinicius Lummertz.

Muitas associações participaram da assinatura do registro, como Abav, Braztoa, Aviesp, Avirrp, FBHA, entre outras. Fornatur e Abear não participaram do grupo de instituições que assinam o documento.

Confira a carta abaixo:

"Carta aberta ao Presidente Bolsonaro

O Turismo é responsável por um em cada cinco empregos gerados no mundo na última década, representa hoje 10,4% do PIB mundial (WTTC), movimenta US$ 8,3 trilhões no planeta e responde por 30% das exportações globais de serviço. O setor se consolidou como um vetor da economia.

No Brasil, o turismo reúne – em força econômica, capacidade de geração de divisas e criação de , oportunidades – as melhores condições de liderar um novo ciclo de desenvolvimento. Desde a criação do Ministério do Turismo, o setor registrou um salto na movimentação econômica de US$ 24,3 bilhões em 2003 para US$ 163 bilhões em 2017.


No mesmo período, o número de visitantes estrangeiros subiu de 4,13 milhões para os atuais 6,6 milhões com perspectiva de alcançar ao final deste ano a histórica marca de sete milhões. O número de viagens domésticas também cresceu, passando de 138,7 milhões para mais de 200 milhões atualmente.

Construído em parceria com o mercado, o Plano Nacional de Turismo prevê a geração de 2 milhões de empregos nos próximos quatro anos pelo setor e um salto dos atuais US$ 5,8 bilhões de faturamento com o turismo internacional para U S$ 19 bilhões. O Brasil é, hoje, 2,5 vezes mais competitivo no Turismo (27º) que na economia como um todo (72º).

Para o País melhor aproveitar as vantagens competitivas, os líderes do setor defendem que o turismo assuma o protagonismo na construção de um futuro melhor para o País. Para tanto, apoiamos a continuidade da pasta ministerial sob a liderança do ministro Vinicius Lummertz, pessoa ligada ao setor desde longa data, inclusive no Sebrae, Governo de Santa Catarina e Embratur. A relação estreita com o mercado é importante para a condução de políticas públicas que dialoguem com a realidade.


O atual ministro já teve o apoio do trade turístico na sua condução ao comando da pasta este ano. Os líderes empresariais reafirmam este apoio e contam com a colaboração do governo eleito no sentido de renovar a parceria entre o público e o privado numa relação fundamental para o Brasil desenvolver todo o seu potencial no mercado de Viagens e Turismo.

Brasil, 01 de novembro de 2018.

ABAV
Associação Brasileira de Agências de Viagens

ABCMI
Associação Brasileira de Clubes da Melhor Idade

ABETA
Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura

ABIH
Associação Brasileira da Indústria de Hotéis

ABR
Associação Brasileira de Resorts

ABRACORP
Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas

ABRAJET
Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo

ABRASEL
Associação Brasileira de Bares e Restaurantes

AVIESP
Associação das Agências de Viagens Independentes do Interior do Estado de São Paulo

AVIRRP
Associação das Agências de Viagem de Ribeirão Preto e Região

BITO
Associação Brasileira de Turismo Receptivo Internacional

BRAZTOA
Associação Brasileira das Operadoras de Turismo

CLIA Brasil
Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos

CONTRATUH
Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade

FBHA
Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação

FENACTUR
Federação Nacional de Turismo

FOHB
Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil

Guilherme Paulus
Conselho de Administração da CVC

RIO CVB
Rio Convention Bureau

SINDEPAT
Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas

SP CVB
São Paulo ConventionBureau

UNIDESTINOS
União Nacional de CVBS e Entidades de Destinos"
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA