ECONOMIA E POLÍTICA

Bolsonaro prevê 23 leilões em 100 dias; doze são aeroportos

Flickr/Família Bolsonaro
Jair Bolsonaro postou em seu Twitter mensagem adiantando que 23 concessões devem ser realizadas nos seus primeiros 100 dias de mandato
Jair Bolsonaro postou em seu Twitter mensagem adiantando que 23 concessões devem ser realizadas nos seus primeiros 100 dias de mandato

Os planos para o início da gestão de Jair Bolsonaro devem comprovar a política de privatização prevista desde a campanha eleitoral. De acordo com post publicado pelo presidente do País nesta quinta no Twitter, a previsão é que 23 concessões sejam realizadas nos primeiros 100 dias do ano, incluindo portos e aeroportos.

LEIA MAIS
Aeroportos do Brasil serão entregues à concessão em 4 anos
Secretário de Aviação prepara concessão de 12 aeroportos

Mais da metade das concessões previstas por Bolsonaro, como adiantado pela Revista PANROTAS, deve ser de aeroportos, já que no dia 15 de março 12 deles serão leiloados à iniciativa privada. Outras quatro são de portos nacionais.

Segundo a Agência Brasil, a decisão foi tomada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e compartilhada por Bolsonaro em seu perfil do Twiter; confira o post abaixo:



AEROPORTOS

Separados por regiões e marcada para 15 de março, a quinta rodada de concessão de aeroportos nacionais da Infraero envolve mais 12 deles, divididos em três blocos: Nordeste, com Recife, Maceió, Aracaju, Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa e Campina Grande (PB); Sudeste, com os terminais de Vitória e Macaé (RJ); e Centro-Oeste, onde os aeroportos de Cuiabá, Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta, todos em Mato Grosso, serão concedidos.

No bloco Nordeste, o valor mínimo será de R$ 171 milhões, com previsão de outorga de R$ 1,7 bilhão e investimento total previsto em R$ 2,15 bilhões. No Sudeste, os dois aeroportos terão valor mínimo de outorga de R$ 47 milhões, e total em R$ 435 milhões, incluindo a outorga inicial e a arrecadação com variáveis; o investimento total previsto é de R$ 592 milhões. No Centro-Oeste, enfim, a outorga à vista será de R$ 800 mil, e a total, de R$ 9 milhões. O investimento estimado é de R$ 771 milhões.

PORTOS
Na Secretaria de Portos do ministério da Infraestrutura a expectativa é que dez áreas portuárias sejam arrendadas ainda no primeiro semestre de 2019. Quatro dos dez leilões são previstos para o dia 22 de março. Eles farão parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), e devem receber investimentos de R$ 199 milhões de suas concessionárias.

Dentre os portos incluídos na concessão estão os três terminais do Porto de Cabedelo, na Paraíba, onde devem ser investidos R$ 36,5 milhões; e um em Vitória, no Espírito Santo, onde a previsão é de R$ 128 milhões de investimento.

PPI

O Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), em que os portos estão incluídos, deve ser uma das apostas da gestão de Jair Bolsonaro. O presidente postou, também em seu Twitter, uma mensagem de apoio ao programa, destacando o foco no alto potencial do meio ambiente e energias limpas e renováveis no País pelo programa; confira abaixo:

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora