ECONOMIA E POLÍTICA

MTur planeja implementar Centros de Interpretação no Brasil

|


Wikipedia/André Urel
Salvador e São Luís deverão ser os dois primeiros sítios a desenvolver os projetos para os seus Centros de Interpretação
Salvador e São Luís deverão ser os dois primeiros sítios a desenvolver os projetos para os seus Centros de Interpretação
Entre os dias 17 e 25 de novembro, representantes do Ministério do Turismo estiveram em Portugal para conhecer os Centros de Interpretação portugueses e estudar a viabilidade de implementação do modelo nas 15 cidades brasileiras onde há bens reconhecidos pela Unesco. Cada sítio reconhecido como Patrimônio Mundial em Portugal conta como um espaço de acolhimento e recepção de turistas e visitantes, que transmite a história do local e os valores ali preservados.

A delegação contou com representantes do MTur, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artísitico Nacional (Iphan), da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e da Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM). A missão passou pelo centro histórico do Porto, por sítios de arte rupestre do Vale do Côa e Siega Verde, pela região vinhateira do Alto Douro e a cidade de Guimarães, finalizando a visita na capital Lisboa.

“Portugal é referência no campo da proteção e promoção do patrimônio cultural. Para aprimorar a gestão turística do Brasil é fundamental conhecer melhores práticas utilizadas por outros países. As visitas foram muito proveitosas e vão auxiliar na formulação dos planos de gestão dos bens culturais brasileiros reconhecidos como Patrimônios Mundiais pela Unesco”, ressalta a diretora do departamento de Ordenamento do Turismo do MTur, Silvana Nascimento.

A proposta é desenvolver, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS), estratégias para a elaboração de projetos desses Centros de Interpretação. São Luís e Salvador deverão ser os dois primeiros destinos a desenvolver estruturas para recepcionar turistas e visitantes, ainda em 2020.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA