WTTC estabelece novas diretrizes para viagens seguras

|

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) estabeleceu suas novas diretrizes do protocolo Safe & Seamless Travel, incluindo testes e rastreamento de contatos, seguindo evidências médicas, além de identificação biométrica sistemática, para garantir que as pessoas possam desfrutar de viagens seguras no “novo normal”. As medidas garantirão que o setor de viagens receba uma estrutura abrangente para ajudar governos e empresas privadas a trabalhar em colaboração para criar programas alinhados.

Pixabay
Novas diretrizes do WTTC incluem testes e rastreamento, seguindo evidências médicas, além de  identificação biométrica sistemática
Novas diretrizes do WTTC incluem testes e rastreamento, seguindo evidências médicas, além de identificação biométrica sistemática
"A segurança e a higiene dos viajantes são fundamentais. É por isso que nossas novas diretrizes, incluindo testes e rastreamento, foram projetadas para ajudar na recuperação de viagens e Turismo por meio da identificação ou isolamento de viajantes infectados. Com elas, agora podemos substituir a mistura confusa de diferentes medidas, incluindo quarentenas altamente prejudiciais que existem atualmente, para oferecer confiança a viajantes e governos, protegendo a saúde pública”, diz a presidente e CEO da entidade, Gloria Guevara.

O WTTC identificou cinco apelos críticos à ação dos governos durante a recuperação da covid-19. São eles:

  1. Oferecer suporte a testes rápidos e confiáveis como um caminho crítico para garantir a saúde pública e uma estratégia rápida de teste e rastreamento de contatos para ajudar a conter a propagação do vírus
  2. Colaboração multilateral e aderência a diretrizes internacionalmente reconhecidas para permitir que viajantes aprovados viajem para vários destinos usando uma única estrutura de processo e avaliação de risco
  3. Apoiar “bolhas” ou “corredores turísticos” entre áreas ou países de baixo risco de covid-19 com base em critérios reconhecidos sobre o que constitui risco baixo, médio e alto, e onde o governo de origem e o de destino concordam. Essas medidas podem ajudar a limitar os requisitos de teste para viajantes e apoiar a recuperação
  4. Remover avisos e recomendações gerais de viagem contra viagens internacionais não essenciais, pois isso impede a proteção do seguro para os viajantes, à medida que os países reabrem
  5. Apoiar um padrão global de seguro de saúde para viajantes, ou pelo menos requisitos mínimos, definidos com empresas de seguros do setor privado

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA