Veto a brasileiros será mantido, aponta novo governo dos EUA

|


Reprodução site Joe Biden
Joe Biden, próximo presidente dos Estados Unidos, e a vice Kamala Harris
Joe Biden, próximo presidente dos Estados Unidos, e a vice Kamala Harris
Os Estados Unidos devem vetar novamente a entrada de brasileiros no país assim que Joe Biden assumir a presidência no lugar de Donald Trump. O atual presidente, que entregará o cargo em cerca de 48 horas, publicou hoje medida que dá sinal verde a visitantes de voos diretos do Brasil e de vários países da Europa para entrarem em solo estadunidense. No entanto, a mensagem da porta-voz de Biden, Jen Psaki, é clara:

"Com a pandemia se agravando e novas variantes mais contagiosas do vírus emergindo pelo mundo, este não é o momento de suspender as restrições às viagens internacionais", afirma. "Seguindo os conselhos de nossa equipe médica, a administração não tem a intenção de suspender essas restrições em 26/01. Na verdade, nossos planos são de fortalecer as medidas de saúde pública em torno das viagens internacionais com intuito de mitigar ainda mais a disseminação da covid-19."

Publicada hoje, a medida de Donald Trump começaria a valer em 26 de janeiro, daí a data mencionada pela porta-voz de Biden. O democrata assume a presidência dos Estados Unidos no próximo dia 20 de janeiro.

Donald Trump vetou a entrada de brasileiros em maio de 2020, em tentativa de conter a proliferação da covid-19 no país. Desde que perdeu as eleições, no entanto, sonda com esta autorização assinada hoje.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA