WTTC aplaude iniciativas dos EUA para reativar viagens internacionais

|


Reprodução site Casa Branca
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) reconhece os "recentes esforços" realizados pela administração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para reabrir as viagens internacionais por meio de grupos de trabalho recém-estabelecidos. Segundo a entidade, as medidas representam um primeiro passo na direção correta da recuperação das viagens no país com Canadá, México, Reino Unido e União Europeia.

Dada a importância do setor de Viagens e Turismo na economia em nível mundial, não se pode subestimar a importância que os líderes mundiais dão a fim de formular um caminho rápido e claro para reabrir as fronteiras e reativar a mobilidade internacional, alega a vice-presidente sênior e diretora executiva interina do WTTC, Virgina Messina.

Além disso, Virgina destacou que com o presidente Biden, em sua participação na Cúpula do G7 este ano, discutirá como promover uma recuperação econômica global inclusiva por meio do setor de Viagens e Turismo. A intenção é que essas reuniões contribuam efetivamente com a reabertura de fronteiras.

"Um dos primeiros passos que esperamos ver como resultado destas reuniões será a reabertura das viagens internacionais entre países com implementações similares de vacinações exitosas e baixos níveis de infecção, como os Estados Unidos e o Reino Unido", assegurou VP sênior.

"Chegou o momento de nos unirmos para reconstruir de forma segura e, em última instância, alcançar a recuperação econômica mediante a reinstalação de milhões de postos de trabalho, além do reconhecimento do papel fundamental que desempenham as viagens e o Turismo nas estruturas financeiras e sociais", finalizou.

PREVISÃO DE RECUEPERAÇÃO
Segundo o informe do Impacto Econômico de 2021 do WTTC, durante 2020, ano em que o setor foi devastado pela covid-19, Viagens e Turismo contribuiu com 5,5% do PIB mundial e foi responsável por 272 milhões de postos de trabalho.

Por outro lado, o conselho considera que, se a mobilidade e as viagens internacionais forem retomadas em junho deste ano, impulsionarão significativamente o PIB em nível mundial, que poderia aumentar drasticamente este ano em 48,5%. Ademais, sua contribuição poderia alcançar quase os mesmos níveis de 2019 já em 2022, com um novo aumento interanual de 25,3%.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA