Israel proíbe voos dos Estados Unidos; Brasil está na lista laranja

|


Divulgação
Nova regra começa a valer hoje (2)
Nova regra começa a valer hoje (2)
Observando novo aumento no número de caos de coronavírus e já demonstrando preocupação com a variante ômicron, o governo de Israel aprovou hoje (20) uma recomendação do Ministério da Saúde que inclui os Estados Unidos na lista vermelha de nações para viagens. Com isso, cidadãos israelenses ou residentes permanentes no país estão proibidos de viajar para os EUA (a menos que tenham permissão de um comitê de exceções) e os viajantes oriundos da nação norte-americana estão proibidos de viajar para Israel.

Um dia antes desse comunicado, Tel Aviv havia incluído outras nações na lista vermelha. Algumas delas são Espanha, Finlândia, França, Noruega, Suécia, Irlanda e Emirados Árabes Unidos. As proibições já estavam válidas também para Reino Unido, Dinamarca, Angola e Cabo Verde.

O Ministério da Saúde de Israel divulgou que, até o momento, 134 casos foram confirmados de infecção pela ômicron e outros 307 casos suspeitos.

O Brasil está atualmente na lista laranja de países, o que significa que as viagens são permitidas, mas não recomendadas pelo governo devido à taxa de infecção local.

Os viajantes que chegam do Brasil e estão completamente vacinados devem realizar um teste para o coronavírus ao pousar e ficar isolados até receberem o resultado negativo de outro teste, que deve ser realizado no terceiro dia após a entrada em Israel. Aqueles não vacinados, por sua vez, devem completar o isolamento de duas semanas.

Na metade de novembro, Israel havia derrubado todas as restrições de tempo de aplicação de vacina e começava a flexibilizar a entrada de turistas de todo o mundo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA