OMS afirma que pandemia está longe de acabar

|

Unsplash/Hedgehog Digital
Segundo a OMS, estamos no meio da pandemia
Segundo a OMS, estamos no meio da pandemia
Após mais de um mês de declínio no número de casos de covid-19 e intensas flexibilizações nas medidas de prevenção, países como Alemanha, Reino Unido, Áustria, China e Coreia do Sul, têm registrado um aumento considerável de casos e hospitalizações pelo coronavírus. Durante uma coletiva de imprensa realizada hoje (18) em Genebra, a porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Harris, afirmou que a pandemia está longe de terminar.

Segundo especialistas da área, a desobrigatoriedade dos protocolos sanitários, como distanciamento social e uso de máscara, além da baixa adesão às segunda e terceira doses da vacina, são fatores que explicam a retomada da covid-19. "Estamos definitivamente no meio da pandemia", acrescentou Margaret.

Anteriormente, a agência de saúde da ONU anunciou que a fase aguda da pandemia poderia terminar este ano, mas dependeria da rapidez com que seria atingida a meta de vacina 70% da população em cada país.

No Brasil, os Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro já decretaram que o uso de máscara em locais fechados – assim como abertos – não é mais obrigatório.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA