EVENTOS

Final da Libertadores muda de palco por protestos no Chile


Alexandre Vidal, Marcelo Cortes e Paula Reis/Flamengo
Gabigol é esperança da torcida flamenguista para ser bicampeão da Libertadores
Gabigol é esperança da torcida flamenguista para ser bicampeão da Libertadores
A final da Libertadores, entre Flamengo e River Plate (Argentina), mudou de palco. Foi de Santiago, no Chile, para Lima, no Peru, devido à série de protestos pela qual passa o país onde inicialmente aconteceria o jogo. A data, no entanto, está mantida: 23 de novembro, um sábado.

LEIA TAMBÉM: Aéreas liberam multas após mudança da final da Libertadores

A decisão acaba de ser anunciada pela Confederação Sul-Americana de Futebol, a Conmebol.

Santiago foi anunciada como a sede da grande final da Libertadores da América em 14 de agosto do ano passado. É a primeira vez que a competição terá o modelo de uma final única, em campo neutro, como se faz na Europa.

"A escolha do novo palco se apoia no oferecimento do governo do Peru, nas garantias de segurança. A decisão foi um consenso com os presidentes de Flamengo e River Plate, das confederações da Argentina, Brasil e Chile, e dessa forma se manteve a política de realizar as finais únicas em diferentes países", comunica a Conmebol.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA