ES, DF e SP incluem locação de veículos entre as atividades essenciais

|

Os governos do Espírito Santo, Distrito Federal e de São Paulo são os primeiros a incluir o aluguel de veículos como atividade essencial durante o período de enfrentamento ao coronavírus. A atividade irá continuar, nos dois estados do Sudeste e no DF, sem restrição durante a quarentena.
Divulgação
Boa parte dos veículos são usados como ambulâncias, viaturas policiais e para motoristas de aplicativos
Boa parte dos veículos são usados como ambulâncias, viaturas policiais e para motoristas de aplicativos
De acordo com a Associação Brasileiras das Locadoras de Automóveis (ABLA), a intenção é manter o serviço inclusive para atender situações de emergência. "Há laboratórios e hospitais que, devido à crise, necessitam aumentar temporariamente o número de veículos para transporte de exames e pacientes", diz o presidente da associação, Paulo Miguel Junior.

Mesmo antes da crise, o setor já vinha sendo responsável por alugar boa parte dos veículos usados como ambulâncias e viaturas policiais em diferentes estados e municípios e, ainda, pela locação de automóveis usados por aproximadamente 200 mil motoristas de aplicativos em todo o país. "Para quem se vê diante de necessidades inevitáveis de deslocamento, o automóvel reduz o risco das aglomerações em modais coletivos e isso faz diferença no combate à rápida proliferação do vírus", acrescenta Miguel Junior.

Os decretos de SP, DF e ES impõem a obrigação de as locadoras adotarem medidas de precaução e higiene determinadas pelas autoridades de saúde. Profissionais com mais de 60 anos e/ou sejam portadores de doenças que reduzam a imunidade devem ser afastados.

As maçanetas, bancos, volantes, apoios de braço, cintos de segurança e outras superfícies dos veículos estão sendo higienizados. É preciso manter distância mínima de um metro nos contatos interpessoais e os entregadores dos carros precisam usar equipamentos de proteção (máscara e álcool em gel). Cada cliente também é alertado para cumprir integralmente as determinações quanto às restrições em função da pandemia.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA