Pró-agente e Europa: como a New Age quer crescer 15%

|


Jhonatan Soares
Sócias da New Age, Carla e Ingrid Davidovich destacaram a recuperação da Europa nos negócios e incentivos aos agentes
Sócias da New Age, Carla e Ingrid Davidovich destacaram a recuperação da Europa nos negócios e incentivos aos agentes
A New Age registrou um crescimento de 32% no número de passageiros em 2017, ano que também marcou a criação do programa de fidelidade New Age Club. Agora, a operadora dá o pontapé inicial para a temporada 2018 com o roadshow de capacitações, que rodará 30 cidades do Brasil até maio, para levar aos agentes de viagens os principais produtos da marca e buscar atingir a meta de crescimento de 15% em faturamento.

É justamente pensando nesse objetivo que a empresa lança e apresenta, simultaneamente aos roadshows, duas campanhas. A primeira premia com tablets as agências que vendem 20 pacotes do portfólio de Circuitos Europeus pelo canal on-line Reservaqui, enquanto o New Age Club oferece um retorno em dinheiro de 1% das vendas. O segundo benefício, inclusive, não remete apenas em crédito para a compra com a marca, mas sim em um valor carregado em uma espécie de cartão de crédito para que os agentes o utilizem como quiserem.

"É um incentivo aos nossos clientes para que eles tenham mais vantagens em adquirir os produtos conosco", afirmou a sócia e diretora de marketing da New Age, Ingrid Davidovich, durante a capacitação realizada na noite desta segunda-feira (5), em São Paulo.
Jhonatan Soares
Ingrid reforçou a importância de incentivar os agentes com campanhas e o New Age Club
Ingrid reforçou a importância de incentivar os agentes com campanhas e o New Age Club

A proximidade da operadora junto ao agente é vista internamente como um "case de sucesso", uma vez que o programa de fidelidade já soma mais de 1,6 mil associados e R$ 180 mil distribuídos em prêmios após um ano do lançamento.

O Reservaqui, por sua vez, também ganhou destaque individual durante o roadshow, que reuniu mais de 50 agentes nesta noite. A personalização dos roteiros, com a possibilidade de escolha entre 300 aéreas e mais de 100 mil hotéis, vem se tornando um dos principais ideais na operadora, que ainda disponibiliza uma variação de comissões à escolha do agente, de 1% a 15%.

"Em tempos em que estamos perdendo clientes para OTAs, é importante termos essa flexibilidade de valor para que o agente possa negociar e bater os preços", concluiu Ingrid.

FOCO EUROPEU
A retomada da economia auxilia a definir o foco da New Age para 2018: Europa. Uma operadora já tradicionalmente voltada aos produtos europeus, a empresa comandada por Ingrid e Carla Davidovich reforça a aposta no continente para crescer neste ano.

"No ano retrasado, tivemos uma queda geral [de Europa]. No ano passado, vimos uma retomada, mas nesse ano temos gás total em Europa. Já estamos sentindo uma procura muito grande dos clientes", revelou a diretora comercial, Carla.

A operadora afirma que os produtos do catálogo Leste Europeu estão em alta, com destaque para Budapeste (Hungria), Praga (República Tcheca), Polônia e Croácia. Entre os destinos exóticos, Peru e Israel, assim como Egito e Grécia, têm mostrado uma demanda crescente nos negócios.

Veja quem compareceu ao roadshow da New Age, em São Paulo, no álbum abaixo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA