Nova vai operar nacional e se desliga da Forma Turismo | Operadoras | PANROTAS
OPERADORAS

Nova vai operar nacional e se desliga da Forma Turismo

Emerson Souza
André Pereira, Nova Operadora
André Pereira, Nova Operadora
A Nova Operadora, fundada em 2013, está se desligando da sociedade com o Grupo Forma e passa a atuar de forma independente. A empresa passa a ser dirigida somente por André Pereira, um de seus fundadores. A nova sede da operadora fica na Vila Mariana, em São Paulo. Todos os profissionais foram mantidos e a equipe ainda ganhou reforço nos últimos meses, segundo Pereira.

“A performance da Nova Operadora ao longo desses cinco anos foi muito satisfatória. Crescemos organicamente e além das expectativas trilhadas para todos os anos. Por isso, percebemos que podemos voar ainda mais alto. A Nova Operadora é referência em roteiros personalizados, com destaque para a operação África do Sul. E esse destino representa apenas 30% do faturamento anual da Nova, junto de Tanzânia, do Quênia e de Marrocos, o que demonstra que temos muito potencial de crescimento”, ressalta André Pereira.

Dentre as novidades, será lançado novo site voltado aos agentes de viagens, com tarifários, conteúdos didáticos e a possibilidade de reservas on-line. Em breve também a Nova Operadora entrará na operação e destinos nacionais.

“Já no início de 2019, vamos operar com pacotes nacionais, focados em natureza e bem-estar. O projeto é agressivo e manterá a qualidade e a curadoria de destinos que tornou a Nova Operadora referência para quem busca conforto no produto turístico de experiência. Esperamos um incremento de, pelo menos, 30% com os destinos nacionais”, afirma Pereira.

DESTINOS MAIS VENDIDOS

Hoje, a Nova Operadora tem operação internacional, liderada pelos destinos africanos. Na sequência, os produtos foco são América do Sul (Peru, Chile e Argentina), Europa (Portugal, Grécia, Turquia, Itália, Espanha e França) e Ásia (Indochina).

Em 2018, o faturamento da Nova Operadora teve incremento de 18% sobre o ano de 2017. “Tivemos resiliência para crescer neste ano, que foi desafiador pela instabilidade política e econômica e pela alta do dólar. As dificuldades proporcionaram um laboratório e, a partir do relacionamento próximo e humanizado, mantivemos todos os nossos parceiros”, comenta o diretor da Nova Operadora.

GRUPO FORMA

Emerson Souza
Mauricio Calasans, da Forma Turismo
Mauricio Calasans, da Forma Turismo

“O aporte e a bagagem do Grupo Forma ao longo destes anos foram fundamentais para decolarmos. Agora, o momento é outro. A independência trará ganhos para a operação, com ainda mais velocidade na tomada de decisões”, comenta Pereira.

Segundo Mauricio Calasans, sócio-diretor do Grupo Forma, a decisão de as empresas tomarem caminhos independentes já vinha sendo amadurecida, visando melhorias para a Nova Operadora e a manutenção do foco da Forma nos nichos em que é líder de mercado, mantendo a boa relação entre ambas. “A Nova atingiu um patamar elevado de maturidade em sua operação, consolidada entre grandes players do turismo, de maneira que está preparada para a independência. Manteremos a parceria comercial com a Nova, uma das melhores operadoras do Brasil, criada dentro do grupo. Portanto, se trata de uma empresa que sempre terá o DNA de excelência da Forma”, destaca.

“No caso da Forma, temos intensificado a atuação no nosso core business, que são os produtos voltados para jovens e estudantes. Prova disso é o fortalecimento de marcas como a Forma Intercâmbios e, principalmente, a Forma Conhecer, voltada para projetos de cunho pedagógico, que tem parceiros relevantes no mercado, como a Mauricio de Sousa Produções", ressalta. "Neste ano, criamos três equipes comerciais para acompanhar o forte crescimento do grupo. Hoje, temos atuação consolidada também nas regiões Norte e Nordeste, totalizando 30 lojas da Forma Turismo em todo o Brasil, e ampliamos a atuação da Forma Conhecer para 12 Estados”, finaliza Calasans.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA